Ampliação do Aeroporto Tancredo Neves, em Confins – MG.

Contratada pelo Consórcio Marquise/Normatel, desde Dezembro de 2011, a SH fornece equipamentos para reforço da estrutura nas obras de ampliação da praça de alimentação e instalação de seis elevadores, oito escadas rolantes e nove pontes de embarque, além de melhorias e ampliações dos balcões de check-in do aeroporto.

SH também está executando a obra completa do anexo social, do anexo comercial, além do ETE e ETA, dos reservatórios (fornecendo o sistemas de formas Tekko® SH e Concreform SH®) e o escoramento do mezanino e fornecimento de andaimes aéreos para colocação da fachada de vidro. Ainda são fornecidos andaimes para a execução do reforma externa do estacionamento. No pico de obra, cerca de 200.000 kg de equipamentos SH estavam locados na obra.

A ampliação do Aeroporto Presidente Tancredo Neves é uma obra com alto grau de dificuldade devido à continuidade do funcionamento do aeroporto. São necessárias grandes soluções de engenharia com escoramentos aéreos e balanços para causar o mínimo de impacto e desconforto aos usuários e funcionários. Um dos maiores desafios, por exemplo, foi a substituição da fachada de vidro e o trabalho sobre o pátio dos aviões, onde os andaimes tiveram que ser aéreos a fim de não atrapalhar o fluxo de aeronaves e o trânsito de pedestres.

obra_aeroporto_confins_marquise_tubos_bhz_junho_2014_1

É uma obra importante devido á visibilidade e ao impacto social e econômico para a capital mineira e região, pois trouxe novos e expressivos investimentos, como em hotelaria, por exemplo”, conta a Engenheira Patrícia Silva, Supervisora de Contrato da Unidade SH em Minas Gerais. “Uma obra dessas mostra a maturidade da empresa e seus profissionais em grandes soluções de engenharia”, conclui a Engenheira.

A obra do terminal 1 vai aumentar a capacidade do aeroporto em 1,4 milhão de passageiros. De acordo com a Infraero, até dezembro de 2013, 41% dos trabalhos foram executados no terminal. Em relação às obras de ampliação da pista de pouso e do sistema de pátios, cerca de 32% estão concluídas. Um segundo terminal de passageiros, que está sendo construído, teve cerca de 33% dos trabalhos finalizados até dezembro do ano passado.

obra_aeroporto_confins_marquise_tubos_bhz_junho_2014_2

obra_aeroporto_confins_marquise_tubos_bhz_junho_2014_3

obra_aeroporto_confins_marquise_tubos_bhz_junho_2014_4

Equipamentos SH agilizam as obras do 1º shopping da região serrana em Santa Catarina.

O município de Lages, o maior da região serrana de Santa Catarina, conta com a construção do Lages Garden Shopping, localizado às margens da Rodovia BR 282, ao lado do aeroporto e a menos de 10 quilômetros do centro da cidade. O projeto pertence ao Grupo Tenco Shoppings Centers e está sendo realizado pela Construtora Peruzzo LTDA.

obras_shopping_lages_sc_janeiro_14_1
O estabelecimento tem aproximadamente 20,5 mil metros quadrados, incluindo posto de combustível, supermercado e até um hotel. Em sua estrutura, o novo shopping contará com 179 lojas, sendo 13 âncoras e 20 quiosques, quatro salas de cinema, praça de alimentação com 900 lugares e estacionamento para mais de 1,6 mil veículos.

Para a execução da obra, a SH fornece para a obra cerca de 290 mil toneladas de equipamentos como: Topec® SHEscorasPerfis Primários e SecundáriosTubos e Quadro LTT“Para garantir a agilidade e eficiência nos carregamentos, mobilizamos toda a equipe de logística da unidade SH em Curitiba – PR para gerenciar o envio das grandes demandas de equipamentos”, conta Eduardo Montino, Supervisor de Logística da Unidade SH em Curitiba – PR.                                

O Supervisor conta que planejamento logístico acompanhou todas as etapas de entrega dos equipamentos para garantir o prazo acordado com o cliente, desde a transferência de equipamentos entre unidades, o carregamento de duas carretas por dia e, muitas vezes, Conferentes foram destinados especificamente para atender a obra. “Também era realizado um controle pelo SAC para que não sobrecarregasse as movimentações diárias, além disso, contamos com o empenho de toda equipe da Manutenção da unidade. Assim, tínhamos os materiais com manutenção a tempo de suprir as solicitações da obra”, ressalta Montino.

obras_shopping_lages_sc_janeiro_14_3

O fornecimento dos equipamentos teve início em julho de 2013 e tem previsão de conclusão para setembro de 2014. “Temos o privilégio de poder participar desse grande projeto e contribuir para o crescimento da região. Além disso, é muito bom saber que nossas soluções em equipamentos agilizaram o desenvolvimento da obra. Esse resultado autentica nossa missão como empresa que é oferecer soluções em estrutura e acesso, atendendo com eficiência e confiabilidade, gerando valor e admiração”, destaca Matheus Cima, Assistente Técnico da SH.

obras_shopping_lages_sc_janeiro_14_2
O shopping possui o conceito “Garden”, que remete a um empreendimento ecologicamente correto, economicamente viável e socialmente justo e, além disso, foi enquadrado pelo governo do Estado no programa Pró Emprego, pois o empreendimento terá isenção do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na compra de matéria-prima catarinense, gerando uma economia de até R$ 3 milhões.

Maior feira mundial de equipamentos para construção, mineração e infraestrutura começa hoje em Munique.

Bauma abre as portas com congestionamento de mais de 1 hora para acesso ao centro de exposições.
Paulo Kiss, de Munique*

O congestionamento em uma das autobahns que dão acesso ao centro de exposições da Messe em Munique mostra o poder da Bauma até mesmo em tempos ruins como o que a Europa está vivendo. Apesar da boa infraestrutura fora e dentro do parque, e difícil conseguir um lugar entre as centenas de ônibus que chegam de toda parte. Um desses grupos, o da SH, reuniu construtores, coordenadores de obras e locadores de equipamentos brasileiros, num total de mais de 40 profissionais. A maior comitiva dentro desse grupo é da Fortes Engenharia, com seis profissionais. Dentro dos pavilhões e possível encontrar diversos outros grupos brasileiros de construtores.

Divulgação: Bauma

Apesar de a feira reservar apenas dois pavilhões para a construção leve (edificações) e alguns poucos equipamentos para este segmento no lado externo, em geral há sempre boas surpresas, que os construtores brasileiros estão acostumados a garimpar. Neste primeiro dia de feira, convidei o coordenador de obras Cleverton Silva, da Vibia Engenharia, para nos ajudar nessa tarefa para a PINIWeb. Confira alguns produtos destacados e outras curiosidades da feira neste primeiro dia:

 

Produtividade no revestimento

Divulgação Rokamat

A pequena Rokamat exibe a acabadora manual para revestimentos de argamassa e gesso modelo Nautilo. Assim que o revestimento é desempenado, o trabalhador dá o acabamento com o disco de borracha acoplado à um suprimento de água nas costas do trabalhador. “Além de dar um acabamento que o operário não consegue na desempenadeira, o revestimento recebe uma primeira cura“, destaca Cleverton Silva, da Vibia Engenharia.

 

Fôrmas resistentes

Divulgação: Harsco Infrastructure

A indústria Harsco tem um portfólio exclusivo para soluções de fôrmas de obras pesadas, como tuneis de trabalho, muros e paredes de concreto. As fôrmas das series Platinum 100 são dimensionadas para cargas de 600 kN/m³. O frame é produzido com uma liga especial de alumínio e titânio capaz de suportar grandes pressões de trabalho. Dessa forma é possível lançar grandes volumes de concreto suficientes para preencher panos de mais de 5 m de altura de uma única vez.

 

Fôrmas especiais

A MSL produz fôrmas reticuladas a partir de telas de aço dobradas para aumentar a resistência a esforços de tração do concreto lançado. São fôrmas para concretagem de juntas especiais em obras de infraestrutura e bases de grandes blocos de fundação.

Demolição de concreto com água

Divulgação

As maquinas de demolição de concreto por hidrojateamento de alta pressão não são novidade. Mas a sueca Aqua Cutter impressiona pela velocidade e potência. A Aqua Cutter pode realizar a demolição de uma área de 600 mm em apenas 7 min, sendo 1.000 bar e 200 l de água por minuto. A alta pressão aliada a um sistema de ponteira de alta precisão destrói o concreto levando o oxigênio apreendido a explodir dentro da molécula.

 

Serra para corte de alvenaria

Diferente da maquina a disco usada no Brasil para cortar blocos para passagem de tubulações e conduíte, a Wall Chaser da Macroya possui discos dentados cambiáveis capazes de fazer o corte na largura do tubo que precisa ser embutido na parede. Possui modelos de várias potências e diferentes jogos de discos.

Tubos de concreto de grandes diâmetros

Uma alternativa para adução de água, os tubos de concreto de grandes dimensões da Schlusselbauer recebem bolsa de acoplagem de borracha nas pontas e revestimento interno cerâmico de alta resistência ao trincamento e craquelamento, preservando as propriedades de escoamento e resistência.

 

Feira também é show

Divulgação: Bauma

Para provar a precisão do equipamento – e talvez do operador – a Nagel esta promovendo passeios de ate cinco pessoas em uma asa móvel operada pela grua e que leva os aventureiros a um passeio a 30 m do chão. Com uma proposta mais tecnológica, uma empresa de braços acessórios para máquinas pesadas montou para a Bauma um imponente robô de 2m que lembra o filme “Gigantes de Aço”, com Hugh Jackman.

 

*O jornalista viajou a convite da SH.

Fonte: http://www.piniweb.com.br/construcao/tecnologia-materiais/maior-feira-mundial-de-equipamentos-para-construcao-mineracao-e-infraestrutura-281004-1.asp

SH oferece solução arrojada para o Renaissance Work Center da Construtora Caparaó – MG.

A SH foi uma das empresas fornecedoras da obra do Edifício Renaissance Work Center realizada pela Construtora Caparaó S.A, em Belo Horizonte – MG. O edifício comercial, de 108 metros de altura, é composto por salas com área de 520m², 27 andares corridos, 362 vagas de garagem (14 vagas por pavimento), 8 elevadores, auditório para conferências e palestras com capacidade para 225 pessoas e fachada em vidro a alumínio. “Nós entramos nesta obra apenas para fazer o balanço do 28º pavimento do edifício, porém, nossos sistemas foram essenciais para a execução da obra com êxito”, comenta Fábio Domingos, Projetista da SH.

Para a realização da obra, a SH forneceu Torres de Carga LTT, Perfis Metálicos, Tubos Equipados SH e Treliças SH100. As Torres LTT foram apoiadas sobre as Treliças SH100, que foram travadas com barra de ancoragem na laje do 27º pavimento. “No pico da obra tínhamos mais de 50 toneladas de equipamentos, efetuando apenas o balanço, que se projeta cerca de 9,0m e 5,50m do prédio construído”, comenta Mariza Matos, Engenheira da SH, baseada na unidade de Minas Gerais, responsável pelo atendimento à Caparaó.

Os equipamentos SH corresponderam à solução adotada em obra pela construtora. “Tínhamos inúmeras interferências, o que direcionava para uma solução arrojada. Fomos a única empresa a assumir a solução técnica adotada”, explica Fábio Domingos. “Já trabalhamos em outras obras com esse cliente e essa obra foi mais um envolvimento da SH que gerou um sucesso mútuo”, conclui o Projetista.

Fontes: www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=548564 e www.caparao.com.br

SH em empreendimento comercial da Cyrela no sul do país.

Desde dezembro de 2011, a SH participa da obra do Edíficio Comercial Aschneider Absolut Business (foto, ao lado esquerdo, tirada do site da construtora), uma construção da Goldsztein Cyrela Empreendimentos Imobiliários S/A, em Porto Alegre-RS.  A obra prevê a construção de um edifício comercial com salas de 41 a 65 metros quadrados que podem ser integradas e chegarem até meio andar com 333 m² privativos.

O edifício será composto por uma torre comercial, com área de 3.448,57 m², 14 conjuntos por pavimento com um total de 288 unidades, além de 145 vagas de estacionamento. “Esta obra possui um novo conceito comercial, com um empreendimento moderno, funcional e agradável”, conta Diego Andrade, Supervisor de Contratos da Unidade SH em Porto Alegre.

O novo empreendimento da Cyrela possui boa localização e acessibilidade ao aeroporto e ao centro da cidade, além de estar próximo a um dos centros comerciais da região. “Devido ao porte da obra e à localização, o escoramento chamou atenção de quem o executou e também das pessoas que passavam em frente à construção, inclusive outras empresas do mesmo ramo”, ressalta o Supervisor.

Os equipamentos SH em obra foram essenciais para a construção de uma estrutura de 4,40 metros em balanço de 4,40m, onde foram utilizados Perfis Al-22, C-18, C-7,5, Modex®SH, Tubos e Braçadeiras. “Os nossos equipamentos auxiliaram na execução da estrutura em balanço, onde na etapa final havia uma viga de 0,19×1,04 metros, o que resultava em uma carga consideravelmente grande”, explica Franco Menegat, Projetista da SH. Para a obra, foram elaborados projetos de escoramentos escalados em três níveis, utilizando o Perfil Al 22 duplo como apoio e Modex®SH a cada 50 centímetros para atender a capacidade limite de cada equipamento. “Um dos desafios encontrados pela equipe da SH foi apresentar uma solução técnica para atender uma situação com-plicada como a construção da laje e introduzir ao mercado da construção civil novos equipamentos, tal como o Perfil Al 22”, ressalta Franco.

Aprenda a fixar andaimes na fachada!

  

Dando continuidade aos guias práticos da construção civil, esta semana vamos tratar de andaimes, e dos cuidados para fixá-los na fachada de forma correta e segura. Siga as dicas presentes nessa matéria para que tudo saia como planejado e para que o melhor resultado seja alcançado.  

O Fachadeiro® deve ser fixado na parede/estrutura a cada 4 metros de altura e a cada 5 metros de comprimento, e em todos os pontos na lateral do andaime, conforme ilustração ao lado.

Para cada ponto de amarração as cargas exigidas são as indicadas na tabela abaixo (para 20 m²)  

  

A fixação na fachada deve evitar que o andaime se afaste ou se aproxime da mesma.  Por isso é tão importante que a etapa de fixação seja feita com muito cuidado e atenção.

A seguir indicamos seis sugestões para amarrações. Pode haver diversas combinações em um único andaime, seguindo-se sempre a regra de uma amarração a cada 20m².  

Exemplo 1
Exemplo 2
Exemplo 3
Exemplo 4
Exemplo 5
Exemplo 6

Contribuição: Edewaldo Campanella, Gerente de Assistência Técnica da SH  

Lembre-se: A sua dúvida pode já estar respondida em um dos nossos tópicos anteriores. Se você se deparou com alguma dificuldade no seu dia-a-dia atuando na construção civil, busque em nossos posts anteriores a solução para o seu problema. Mas, se por ventura ainda não abordamos o assunto, sugira-nos deixando um comentário aqui no blog, que após os assuntos programados, escolheremos um tema dentre os mais pedidos, para elaborar um novo guia elucidando a questão proposta. Acompanhe sempre nossos guias e não fique sem saber. Toda quarta-feira, aqui no blog SH, A SH explica!