Andaimes e Escoramentos SH auxiliam na construção de Resort em Gramado – RS

Soluções SH aplicadas na construção do Golden Gramado Resort Laghetto.

Localizada na Serra do Rio Grande do Sul, a cidade de Gramado é conhecida por receber turistas do Brasil inteiro. A rede hoteleira da região tem recebido, constantemente, investimentos, como é o caso do novo Resort Golden Gramado Resort Laghetto, pertencente ao grupo Laghetto Hotéis, a maior rede de hoteleira da Serra Gaúcha. O Novo empreendimento terá 7 torres com 2 subsolos + 4 pavimentos cada, com uma área total de 36 mil m², com completa infraestrutura de lazer e entretenimento.  A obra é da Construtora Grupo Rio Verde, de São Paulo.

Para a execução dessa nova estrutura, a SH, empresa líder em locação e venda de formas, andaimes e escoramentos no Brasil, forneceu Escoramento para lajes nervuradas com utilização de Perfis Cartola, que no pico atingiram 300 toneladas de equipamentos em obra.

Para o envelopamento das torres estão sendo fornecidos Andaimes Fachadeiros 105 SH ®, que são ideais para serviços de fachada e contam com piso metálico, alçapão com escada e travamentos contra desencaixe acidental, fornecendo praticidade e agilidade na execução da obra. Hoje a obra conta com 9 mil m² ou 230 toneladas de Andaimes Fachadeiros 105 SH ®, na obra. O departamento de projetos SH, em parceria com a equipe de assistência técnica SH, realizam estudos  a fim de garantir total segurança e satisfação do cliente na obra.

“Essa é uma das maiores obras de alto padrão na região da serra gaúcha, que recebe cerca de oito milhões de turistas por ano. É uma obra muito importante devido aos volumes de equipamentos envolvidos”.
Diego Andrade – Supervisor de contratos

A obra está em andamento e tem previsão de termino para Dezembro de 2019.

Colaboradores SH atuantes na obra:

– Supervisores de contratos: Diego Andrade e Marcelo Carvalho
– Assistente técnico: Pedro Ostermann
– Projetista: Raquel Venâncio

Saiba por que o TOPEC SH® é altamente recomendado para sua obra

Como reduzir o custo de mão de obra?

Quando uma obra se inicia é importantíssimo ter em mãos ferramentas que otimizem a execução da empreitada, certo? Para tanto, é necessário fazer comparações: como reduzir custo de mão de obra? Já pensou qual a melhor forma de diminuir o descarte de material ou reduzir o tempo estabelecido?

Algumas ferramentas são muito utilizadas por engenheiros e mestres de obras, pois já têm comprovação de que seu uso garantem custo-benefício positivo. Uma delas é o sistema de escoramento TOPEC SH®.

Primordial na redução de mão de obra, o TOPEC SH® é responsável pela diminuição de até 80% no uso de madeira, reduzindo descartes.

O que é o TOPEC SH®

Fôrmas para execução de lajes em concreto armado são soluções muito vantajosas para engenheiros e mestres de obras. O TOPEC SH® é isso e mais: é uma fôrma para execução de lajes em concreto armado cujo sistema drophead permite desforma sem a necessidade de retirar escoras do concreto durante a execução do reescoramento, além de oferecer inúmeras vantagens.

Ele é composta por painéis de alumínio forrados com chapa de compensado plastificado, cada painel de escoramento pesando aproximadamente 14 kg/m². Seu acabamento é muito bem projetado e executado, o que facilita na hora da desforma. O sistema permite a montagem de lajes, sem a necessidade de cortes, pregos ou emendas.

Compare o TOPEC SH® com outros tipos de escoramento

Agora, quais as vantagens que você pode ter em uma obra ao escolher trabalhar com o TOPEC SH®? Algumas delas são:

  • a facilidade de controle de nivelamento das lajes;
  • a segurança no processo de montagem e desmontagem;
  • facilidade de limpeza e organização do canteiro de obra;
  • locação de fôrma para lajes com valor competitivo em relação a outras soluções de escoramento.

Se você já conhece o sistema  TOPEC SH® ou se ainda está se familiarizando, vale a pena compará-lo com outros sistemas de escoramento. Isso vai ser primordial na hora da escolha. Nosso Simulador de Custos de Obra faz a comparação entre o que é gasto em uma obra em que o TOPEC SH® é utilizado, e o que é gasto em uma obra que conta com escoramentos convencionais.

Antes de iniciar seu projeto, compare e confirme que você terá, além das vantagens já citadas, a garantia de:

  • Sustentabilidade financeira da obra: redução do tempo e de mão de obra.
  • Sustentabilidade ambiental da obra: diminuição no descarte de madeira.

BAIXAR SIMULADOR DE CUSTOS DE OBRA

Depois de usar nosso Simulador de Custos e comprovar as vantagens do nosso sistema de escoramento, não hesite, conte com a nossa equipe para ajudar e com o orçamento feito sob medida para você.

 

 

 

Principais aspectos para escolher o escoramento da obra

Contribuição técnica dos engenheiros Eduardo Vizzotto, Projetista da SH Porto Alegre e Marco Aurélio, Gerente Comercial da unidade de São Paulo.

Para muitos profissionais que estão iniciando suas carreiras à frente de alguma obra, ou até mesmo profissionais mais experientes, sobram dúvidas como qual material usar na execução do projeto e como fazê-lo da melhor maneira. É comum que alguns itens de fundação e até de acabamento já estejam indicados no memorial descritivo da obra ou até mesmo especificados nos projetos. Mas e quando o assunto é o escoramento? Qual devemos utilizar?

Muitos fatores podem influenciar no momento desta decisão, porém, acreditamos que existem alguns aspectos essenciais que podem fazer uma grande diferença na hora de definir qual solução poderá atender melhor às necessidades da execução.

34_20160701101213

Tipologia da estrutura de concreto x Pé direito

Em obras com lajes planas ou até mesmo em lajes nervuradas, com utilização de blocos de EPS ou cubetas, é recomendado o uso de um sistema que otimize tempo, promova redução de custo e garanta qualidade do concretado. Um sistema amplamente utilizado é o Topec SH ®. Esse sistema reduz a utilização de mão de obra e a utilização de madeira com a eliminação de aproximadamente 80% da aquisição de fôrmas para as lajes.

O sistema Topec SH ® conta com fôrmas de até 2m², com peso de 22,91kg e suporta lajes de 30cm de concreto maciço variando sua modulação de montagem. Além disso, promove melhoria do ciclo de montagem do escoramento (fôrma), já que elimina-se uma etapa trabalhosa e artesanal. Com o Topec SH ® é possível um rápido reaproveitamento do sistema devido ao Drophead, uma peça onde as próprias escoras do sistema do escoramento são utilizadas no reescoramento, sem a necessidade de realizar mais esta etapa.

Caso a estrutura da obra seja convencional, com misto de lajes e vigas, que ainda é a maior totalidade das obras hoje atendidas, o melhor sistema é o escoramento convencional dotado de escoras, perfis principais e perfis secundários.

Para ambas as situações um ponto que pode ser decisivo na escolha dos equipamentos é o pé direito da obra, para obras com alturas mais elevadas e com vigas e lajes mais espeças é recomendado a utilização de torres modulares intercaladas com escoras ou até mesmo somente torres modulares, que ajudam a ter uma maior estabilidade na estrutura ou até mesmo ajudar em outras situações como a utilização de torres modulares adotando um sistema de guarda corpo tubulares e vencer maiores alturas.

Outras vantagens que podemos citar são:

– Torres modulares, que podem suportar até 6 toneladas por poste, intercaladas com escoras, podendo se adaptar as diferentes tipologias de estruturas;

– Escoramento de lajes e vigas utilizando o mesmo sistema;

– Dependendo do tamanho da viga, existem peças especiais (base dupla) que facilitam e minimizam a densidade de escoramento das lajes;

– Perfis metálicos e de madeira, atendendo as especificidades das diferentes equipes e construtoras.

Prazo x Custo

Um dos principais fatores que podem “assustar” os profissionais no ramo da construção civil é o conhecido prazo de entrega, que está ligado diretamente a diversos outros fatores como clima, entregas de insumos e mão de obra qualificada, por exemplo. Em obras com um cronograma justo, independente do tipo de estrutura, torna-se necessário o uso de equipamentos para que ocorra ganho de agilidade no escoramento e, consequentemente, atenda o cronograma previsto.

Há ainda muitas obras que utilizam escoramento de madeira, e em grande parte são aquelas que têm prazo indefinido para término da estrutura (obras por administração). Vale lembrar que este comparativo deve ser verificado não apenas no custo final “metálico x madeira” e sim em todos os pontos que giram em torno desta escolha, podemos destacar os seguintes parâmetros ainda:

tabela
fonte: http://projr.com.br/blog/qual-escoramento-tem-melhor-custo-beneficio/

Descarte:

Devolver a empresa locadora ou realizar manutenção dos equipamentos para próxima utilização/ aluguel de container e pagar o descarte de madeira em determinadas regiões.

Montagem:
Regulagem para atender diversas alturas e encaixe entre escoras de madeiras para atender outros níveis de altura (se atentar a norma que regulamenta estes detalhes).

Mão de obra:
Topec ®: mão de obra sem muita especialização (há diversos treinamentos oferecidos pela empresa) x madeira: mão de obra especializada.

Obra do hospital infantil de Serra conta com soluções para pé direito alto

O Município de Serra, no Espírito Santo, vai receber um hospital materno infantil até o fim desse ano, segundo a secretaria de saúde. A unidade contará com 120 leitos e maternidade em uma área construída de 15 mil metros quadrados. Além disso, o hospital vai fazer parte do Rede Cegonha, com salas integradas de parto, pré-parto e pós-parto para a garantia de atendimento humanizado às mulheres e aos bebês.

A unidade ficará próxima ao Terminal de Laranjeiras e terá três andares divididos em sete blocos. Segundo o projeto , 60 leitos serão voltados para o público pediátrico e 60 para maternidade, destes, cinco serão Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é que sejam atendidas cerca de 6 mil gestantes por ano no local.

IMG-20161229-WA0030

O consórcio Wlamidan e Envix Engenharia é o responsável pela construção do hospital e conta com soluções da empresa SH no fornecimento de escoramentos e fôrmas para concretagem. Entre os equipamentos locados estão as fôrmas Concreform SH ® e Fôrma Circular. Composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, o Concreform SH ® é leve e ao mesmo tempo rígido, pode ser movimentado manualmente ou com auxílio de grua.

DESAFIO

O Engenheiro André Santos, Supervisor de Assistência Técnica da SH, explica que os equipamentos da empresa ajudaram a vencer o desavio de executar lajes com 2000 m², com pé direito de 4.50 m e espessura de 22 cm. Tudo isso dentro do cronograma estabelecido pelo cliente. Nessas lajes foram utilizados Torres de carga LTT , fôrmas Topec ® SH e cimbramento no escoramento de vigas.

André também destaca o trabalho de escoramento do trecho do auditório, no bloco A. Nesse parte, o pé direito chegou a 14.5 metros, com escoramento de vigas inclinadas com seção de 200 cm x 80 cm e lajes inclinas com 18 cm de espessura. Ao todo, os equipamentos locados chegaram até 221 toneladas.

 20160310_134141

Outros equipamentos aplicados

Torres de carga LTT– Simples, a LTT permite a montagem de torres com modulações de 0,75 X 1,25m a 1,00 X 2,50m para carga de até 12 toneladas em qualquer altura.

Escora Lume – Indicada para obras com cargas altas em alturas entre 4 e 6m e reescoramento em pé direito duplo. Com apenas 22,90kg suporta até 70kN.

Fôrma Circular – Sistema de fôrmas em aço para a execução de pilares circulares com até 3m de altura.

Topec® SH é solução na construção de centro médico de ponta

Londrina – PR vai receber um novo centro médico até 2018. O empreendimento chama-se Palhano Medical Center e está sendo executado pelo grupo GBX. Localizado em uma das regiões mais nobres do município, a Gleba Palhano, o Palhano Medical Center será um Centro Integrado de Saúde que reunirá consultórios médicos de diversas especialidades, consultórios odontológicos, clínicas médicas, centro de diagnóstico médico, laboratório clínico, hospital geral, hospital dia e serviços de apoio. O objetivo é suprir a demanda com um novo conceito mundial de atendimento médico.

img-20170104-wa0024

O empreendimento terá área construída de 33 mil metros quadrados, abrangendo 23 pavimentos, sendo quatro subsolos para estacionamento com mais de 400 vagas de garagem. No térreo estarão o Pronto Atendimento e o Centro de Diagnóstico Médico, com três recepções independentes para acesso ao Hospital, Consultórios e Centro de Diagnóstico. Quatorze andares serão destinados a consultórios, totalizando 186 salas modulares com, aproximadamente, 35 metros quadrados.

A empresa responsável pela obra explica que as lajes serão planas e sem vigas o que garante sustentabilidade e permite total mobilidade para o planejamento das instalações internas dos consultórios. As paredes serão em drywall e inseridas de acordo com as exigências das especialidades médicas, do piso ao teto, com total isolamento acústico. Para cada consultório, está previsto um estudo de layout que será realizado pelos arquitetos especializados. O projeto arquitetônico do empreendimento também atende os conceitos da sustentabilidade ambiental com a utilização de vidros reflexivos para o aumento do conforto térmico e a diminuição do consumo de energia elétrica por ar condicionado. O empreendimento terá sistema de captação de água da chuva, iluminação de led nas áreas comuns, elevadores inteligentes, coleta seletiva de resíduos e bike parking.

Para viabilizar a execução dessas estruturas, o grupo GBX conta com as soluções da SH no fornecimento de fôrmas para concreto e escoramentos metálicos que, juntos, somam cerca de 160 toneladas. O engenheiro André Ricardo, Supervisor de Contratos da SH, explica como os equipamentos da empresa atuam na obra. “Devido as lajes serem planas, foi realizado um estudo de escoramento que apontou o sistema Topec® SH como a melhor solução, já que permite a montagem de lajes, sem a necessidade de cortes, pregos e emendas”.

img-20170104-wa0020

André explica ainda que a obra conta com grandes trechos de cortinas de concreto e que para a execução delas foi utilizado o sistema Concreform SH® que é composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, conectados com apenas três grampos que os unem e alinham simultaneamente, dispensando perfis extras e garantindo um acabamento de qualidade. O sistema também está sendo aplicado para a concretagem dos pilares. Além desses equipamentos, a SH também fornece para a obra a Torre LTT para as lajes com pé direito duplo e perfis metálicos para travamento de pilares menores.

Mato Grosso do Sul abrigará uma das maiores fábricas de produção de celulose do mundo

Obra é pioneira com solução na execução da estação de tratamento de efluentes

O Projeto Horizonte 2 vai ampliar a unidade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, da Fibria, empresa líder na produção de celulose de eucalipto. Com a expansão da linha de produção, a unidade passará a ter uma capacidade de 1,75 milhão de toneladas de celulose no ano, fazendo da Fibria um dos maiores sites de produção de celulose do mundo.

Com a ampliação, a capacidade total de produção da empresa, considerando todas as suas unidades, passará dos atuais 5,3 milhões de toneladas de celulose/ano para mais de 7 milhões de toneladas de celulose/ano. O projeto é uma dos maiores investimentos privados no Brasil com foco em exportação, o valor do Projeto Horizonte 2 soma R$ 8,7 bilhões.

20160406_105715-1920-x-1440

A fim de atender as empresas envolvidas na execução da obra como a Fortes Engenharia Ltda, HTB Engenharia e Construção S.A., Afonso França Engenharia e Comércio Ltda, Cesbe S/A Engenharia e Empreendimentos, A. Yoshii Engenharia e Construções Ltda, Tucumann Engenharia e Empreendimentos Ltda e Lavita Engenharia Civil Ltda , a SH, empresa líder em locação de fôrmas e escoramento, fornece algumas soluções nos diversos trechos. Equipamentos como Concreform SH ®, Tekko, Topec SH ®, LTT, LTT Extra, Andaime Modex, Andaime Fachadeiro, Escada Modular, Lumisystem, e Tubos e Braçadeiras trabalham no aumento da produtividade e qualidade da obra.

Carlos Batalha, Gerente Comercial da SH, conta que a obra é pioneira no Brasil para execução de paredes pré-moldadas da Estação de Tratamento de Efluentes.

“Estudamos a seis mãos com a empresa Fortes Engenharia uma solução de estroncamento de placas de quase 11,00m de altura com pesos que chegam a mais de 27 toneladas. Como solução de escoramento dessa estrutura, utilizamos um dos equipamentos mais sofisticados da SH, o Lumisystem escoras de alumínio com 10 metros de comprimento contraventadas com frames para dar rigidez ao conjunto”, explica.

A previsão é que a nova linha de produção entre em operação no quarto trimestre de 2017.

20160512_154950-1920-x-1440

 

Escoramento contribui na produtividade

Composto basicamente por painéis e escoras, o Topec®SH conta com muitos profissionais adeptos da solução. Um deles é o engenheiro civil Warlley dos Santos, da PHV Engenharia. O engenheiro já utilizou o Topec®SH em quatro obras, a mais recente foi a do Edifício Trademark, em Belo Horizonte, que já está quase encerrando a fase estrutural.

IMG_20160309_091324691_resized

Há aproximadamente três anos o equipamento faz parte das soluções que a PHV escolhe para execução de seus empreendimentos. Entre os benefícios do Topec®SH, se destaca o aumento da produtividade. Warlley comenta sobre os resultados da solução aplicada na obra do Edifício Trademark: “Nessa obra, contamos com uma equipe pequena, três carpinteiros e um ajudante. Mesmo assim é possível a execução de aproximadamente 900m² de forma por mês, resultando em aproximadamente 10m²/ dia/funcionário. Este número é bem superior as outras soluções de escoramento já utilizadas anteriormente”, destacou o engenheiro.

Além da produtividade, o Warlley ressalta o bom acabamento que o equipamento garante na desforma, a facilidade de controle de nivelamento das lajes, a segurança no processo de montagem e desmontagem, facilidade de limpeza e organização do canteiro de obra, os valores de locação competitivos com outras soluções de escoramento.

“O resultado é fantástico, temos uma laje com acabamento muito bom, pois, minimizamos as possibilidades de falhas no nivelamento das lajes bem como um aumento da segurança dos colaboradores, já que é um equipamento de fácil manuseio. Além disso, possibilita um canteiro com poucos equipamentos e materiais, facilitando a limpeza e organização do campo de trabalho”, concluiu.

Complexo Royal Palm Plaza conta com precisão em serviços logísticos

São Paulo receberá o maior complexo empresarial do Brasil. O empreendimento, localizado em Campinas, é o Complexo Royal Palm Plaza, um produto novo no país que contará com centro de convenções integrado a dois hotéis. Na primeira fase da obra está sendo erguido o Hotel Royal Palm Tower que será completamente integrado ao complexo.

O Hotel Royal Palm Tower terá 226 unidades voltadas para o público business. Suas áreas comuns contam com lobby com pé-direito duplo, piscina, fitness e sauna seca na cobertura. Todo o Complexo terá cerca de 55 mil m² de área construída O auditório terá capacidade para de cinco mil pessoas e 9 mil em formato de show. Já no almoço ou jantar, 3.500 pessoas poderão ser servidas simultaneamente.

Para a execução da primeira fase da obra, a Odebrecht Realizações Imobiliárias e SPCIA 03 Empreendimentos contaram com as soluções da empresa SH para o fornecimento de escoramentos, fôrmas e equipamento de acesso.

IMG_20160309_164419267_resized

DESAFIO

O Supervisor de contratos da SH, Adriano Salomão, destaca que a obra exigiu uma grande quantidade de equipamentos, até o momento, contabiliza-se 330 toneladas, aproximadamente. O supervisor conta que os carregamentos acontecem sequencialmente, exigindo um acompanhamento logístico diário.

Do ponto de vista técnico, Adriano conta que o maior desafio foi vencer o escoramento da laje do subsolo do hotel. A estrutura tem um pé direito de 10 metros já que está sobre um talude de 8m de desnível com duas bermas.  A chuva e o cronograma, também foram fatores que exigiram atenção.

SOLUÇÃO

Com o auxilio de perfis W e perfis AL, foi criada uma espécie de “plataforma” que serviram de apoios intermediários das torres de escoramento, a fim de vencer a altura do pé direito.

Além disso, o fornecimento para a obra exigiu um planejamento logístico cuidadoso. O Supervisor de Logística da unidade da SH em São Paulo, Carlos Junior, ressalta a importância da sinergia entre os departamentos comercial, logístico, assistência técnica e projetos: “É fundamental que as informações cheguem de maneira ágil, isso facilita que as decisões sejam tomadas rapidamente, diminuindo as chances de falhas nesse processo”.

Luis Tavares, Analista de Operações Nacional, complementa destacando princípios básicos que contribuem para o sucesso do processo logístico: “É imprescindível ter em mente esses quatro princípios, o material certo, na hora certa, na quantidade correta e na qualidade esperada,” conclui.

PRODUTOS

Nessa primeira fase, a SH participa oferecendo a Torre de Carga LTT para apoio da cubetas plásticas utilizadas para a laje do subsolo. No primeiro pavimento tipo, existe uma estrutura com laje plana e vigas de bordas, nesse caso, o Topec ® SH garantiu acabamento e produtividade na execução. E, para acesso dos trabalhadores, a empresa oferece a Escada Modular Modex.

 Topec® SH

Composta por painéis de alumínio forrados com compensado plastificado de 10mm, a forma para laje Topec® SH permite a montagem de lajes, sem a necessidade de cortes, pregos e emendas. O sistema formado por duas peças básicas – painel e escora, montados sem a necessidade de ferramenta especial – dispensa mão-de-obra especializada e revestimento de teto. Estimativa de Mão-de-Obra: 0,30hh/m²

IMG_20160309_091324691_resized

 Torre de Carga LTT 

Simples, a LTT permite a montagem de torres com modulações de 0,75 X 1,25m a 1,00 X 2,50m para carga de até 12 toneladas em qualquer altura. Carga admissível: cada poste da torre suporta até 3 toneladas.

Aplicação: Obras industriais, comerciais, residenciais, pontes e viadutos.

Planejamento no fornecimento de equipamentos é destaque em Igarassu-PE

Obra do primeiro shopping do município conta com serviço de locação planejado

A preocupação com os custos e prazo é comum na maioria das obras, principalmente nas comerciais. Para amenizar desperdícios de dinheiro e de tempo é importante que a empresa responsável pela execução da obra tenha um bom planejamento e exija isso de seus fornecedores.

É o caso da obra do Shopping Igarassu, que leva o nome do município em que é localizado, na região metropolitana de Recife, PE.  A construtora Roccia trabalha na construção do primeiro shopping do município. Com 4 mil m² de área bruta locável na primeira etapa, o empreendimento contará com praça de alimentação, área de lazer e um estacionamento coberto pra 260 veículos e já há programação para expansão.

Alguns dos fornecimentos importantes em uma obra são os de escoramentos e fôrmas. E, para a construção do Shopping, a construtora Roccia conta com a SH para garantir um bom planejamento nos serviços de locação desses equipamentos.

shopping_igarassu (9753 x 5349)

Claudia Pereira, supervisora de contratos da SH, conta que o projeto foi cuidadosamente estudado pela equipe da SH. “Após analisarmos a execução da obra, definimos os equipamentos ideais para que a equipe da construtora conseguisse grande produtividade. Montamos um cronograma demonstrando o tempo de execução e custo total de locação dos equipamentos.”

O diretor da Roccia Construções, Alexandre Marques, detalha como foi o processo de escolha das soluções para a obra. “Antes de iniciarmos a fase estrutural do Shopping Igarassu, fizemos vários estudos para obter o melhor custo benefício, principalmente para a solução de fôrmas e escoramentos para lajes do empreendimento, já que elas estão sendo executadas pela técnica de protensão. Os estudos foram feitos com várias empresas e com diversas soluções técnicas e, segundo nossa análise, a SH apresentou as soluções mais viáveis ao projeto, principalmente com a utilização do sistema Topec® SH para fôrma e escoramento das lajes.”

shopping_igarassu_topecsh_2 (3456 x 2592)

A fôrma Topec® SH é conhecida por seus poucos componentes e facilidade na montagem, além de não exigir mão de obra especializada. “O sistema Topec® SH é de fácil manuseio, eficiente na sua utilização com um resultado muito bom no acabamento das lajes”, ressalta Alexandre.

Outro fator de destaque é o treinamento técnico, indispensável para garantir a eficiência das soluções. “Tivemos um bom treinamento da nossa equipe antes do início dos trabalhos de utilização dos equipamentos. Além disso, contamos com apoio sempre presente da equipe técnica da SH, destaca o diretor da Roccia.

Além do Topec® SH, as fôrmas Concreform SH ® estão sendo aplicadas na execução dos pilares e, para acesso, a escada Modex® SH. Leve e ao mesmo tempo rígidas, as fôrmas Concreform SH ® podem ser movimentadas manualmente ou com auxílio de grua.

Saiba mais sobre essas e outras soluções da SH acessando aqui

Amazonas ganha Universidade Estadual

Obra da Cidade Universitária tem previsão de término para 2016

A Cidade Universitária, que será campus da UEA (Universidade Estadual do Amazonas), está sendo construída em Iranduba, município que fica a 25 quilômetros de Manaus- AM. A instituição promete ser um marco para o desenvolvimento socioeconômico da região, atendendo inicialmente, duas mil pessoas. 20% da obra já foram concluídos, estando a obra na fase estrutural.

O complexo terá cinco escolas de formação superior: de Ciências e Saúde, Ciências Sociais, Tecnologia, Artes e Turismo e Normal Superior. Além delas, haverá os órgãos centrais e administrativos como a Reitoria e Pós-reitoria, restaurante e alojamento. Segundo a Seinfra, as etapas de edificações da Cidade Universitária terá um investimento de quase R$ 82 milhões.

20141201_155509

O prédio da Reitoria é composto por três pavimentos, ao todo, serão 15.972,59m². O térreo terá área de circulação, elevadores e escadas, sanitários, copa, áreas de convivência e salas técnicas e administrativas. O primeiro pavimento terá uma área de 5.647,07 m², enquanto o segundo e último pavimento terá 5.066,47 m² de área construída.

O Refeitório da Cidade Universitária prevê a construção de dois pavimentos, com área total de 2.138,18m². O restaurante terá capacidade para atender 2.000 refeições/dia, com lotação para até 450 pessoas.

uea1

Para a montagem das lajes e vigas do prédio da reitoria e do restaurante, a Edec Engenharia, empresa responsável pela execução das obras, está utilizando a fôrma TOPEC®SH. O sistema é formado por duas peças básicas – painéis industrializados de alumínio e escoras metálicas, que são montados sem a necessidade de ferramenta especial nem de mão de obra especializada.

20141202_142245

Para saber mais sobre o TOPEC®SH e sua utilização,  acesse AQUI