Obra do hospital infantil de Serra conta com soluções para pé direito alto

O Município de Serra, no Espírito Santo, vai receber um hospital materno infantil até o fim desse ano, segundo a secretaria de saúde. A unidade contará com 120 leitos e maternidade em uma área construída de 15 mil metros quadrados. Além disso, o hospital vai fazer parte do Rede Cegonha, com salas integradas de parto, pré-parto e pós-parto para a garantia de atendimento humanizado às mulheres e aos bebês.

A unidade ficará próxima ao Terminal de Laranjeiras e terá três andares divididos em sete blocos. Segundo o projeto , 60 leitos serão voltados para o público pediátrico e 60 para maternidade, destes, cinco serão Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é que sejam atendidas cerca de 6 mil gestantes por ano no local.

IMG-20161229-WA0030

O consórcio Wlamidan e Envix Engenharia é o responsável pela construção do hospital e conta com soluções da empresa SH no fornecimento de escoramentos e fôrmas para concretagem. Entre os equipamentos locados estão as fôrmas Concreform SH ® e Fôrma Circular. Composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, o Concreform SH ® é leve e ao mesmo tempo rígido, pode ser movimentado manualmente ou com auxílio de grua.

DESAFIO

O Engenheiro André Santos, Supervisor de Assistência Técnica da SH, explica que os equipamentos da empresa ajudaram a vencer o desavio de executar lajes com 2000 m², com pé direito de 4.50 m e espessura de 22 cm. Tudo isso dentro do cronograma estabelecido pelo cliente. Nessas lajes foram utilizados Torres de carga LTT , fôrmas Topec ® SH e cimbramento no escoramento de vigas.

André também destaca o trabalho de escoramento do trecho do auditório, no bloco A. Nesse parte, o pé direito chegou a 14.5 metros, com escoramento de vigas inclinadas com seção de 200 cm x 80 cm e lajes inclinas com 18 cm de espessura. Ao todo, os equipamentos locados chegaram até 221 toneladas.

 20160310_134141

Outros equipamentos aplicados

Torres de carga LTT– Simples, a LTT permite a montagem de torres com modulações de 0,75 X 1,25m a 1,00 X 2,50m para carga de até 12 toneladas em qualquer altura.

Escora Lume – Indicada para obras com cargas altas em alturas entre 4 e 6m e reescoramento em pé direito duplo. Com apenas 22,90kg suporta até 70kN.

Fôrma Circular – Sistema de fôrmas em aço para a execução de pilares circulares com até 3m de altura.

Maior feira mundial de equipamentos para construção, mineração e infraestrutura começa hoje em Munique.

Bauma abre as portas com congestionamento de mais de 1 hora para acesso ao centro de exposições.
Paulo Kiss, de Munique*

O congestionamento em uma das autobahns que dão acesso ao centro de exposições da Messe em Munique mostra o poder da Bauma até mesmo em tempos ruins como o que a Europa está vivendo. Apesar da boa infraestrutura fora e dentro do parque, e difícil conseguir um lugar entre as centenas de ônibus que chegam de toda parte. Um desses grupos, o da SH, reuniu construtores, coordenadores de obras e locadores de equipamentos brasileiros, num total de mais de 40 profissionais. A maior comitiva dentro desse grupo é da Fortes Engenharia, com seis profissionais. Dentro dos pavilhões e possível encontrar diversos outros grupos brasileiros de construtores.

Divulgação: Bauma

Apesar de a feira reservar apenas dois pavilhões para a construção leve (edificações) e alguns poucos equipamentos para este segmento no lado externo, em geral há sempre boas surpresas, que os construtores brasileiros estão acostumados a garimpar. Neste primeiro dia de feira, convidei o coordenador de obras Cleverton Silva, da Vibia Engenharia, para nos ajudar nessa tarefa para a PINIWeb. Confira alguns produtos destacados e outras curiosidades da feira neste primeiro dia:

 

Produtividade no revestimento

Divulgação Rokamat

A pequena Rokamat exibe a acabadora manual para revestimentos de argamassa e gesso modelo Nautilo. Assim que o revestimento é desempenado, o trabalhador dá o acabamento com o disco de borracha acoplado à um suprimento de água nas costas do trabalhador. “Além de dar um acabamento que o operário não consegue na desempenadeira, o revestimento recebe uma primeira cura“, destaca Cleverton Silva, da Vibia Engenharia.

 

Fôrmas resistentes

Divulgação: Harsco Infrastructure

A indústria Harsco tem um portfólio exclusivo para soluções de fôrmas de obras pesadas, como tuneis de trabalho, muros e paredes de concreto. As fôrmas das series Platinum 100 são dimensionadas para cargas de 600 kN/m³. O frame é produzido com uma liga especial de alumínio e titânio capaz de suportar grandes pressões de trabalho. Dessa forma é possível lançar grandes volumes de concreto suficientes para preencher panos de mais de 5 m de altura de uma única vez.

 

Fôrmas especiais

A MSL produz fôrmas reticuladas a partir de telas de aço dobradas para aumentar a resistência a esforços de tração do concreto lançado. São fôrmas para concretagem de juntas especiais em obras de infraestrutura e bases de grandes blocos de fundação.

Demolição de concreto com água

Divulgação

As maquinas de demolição de concreto por hidrojateamento de alta pressão não são novidade. Mas a sueca Aqua Cutter impressiona pela velocidade e potência. A Aqua Cutter pode realizar a demolição de uma área de 600 mm em apenas 7 min, sendo 1.000 bar e 200 l de água por minuto. A alta pressão aliada a um sistema de ponteira de alta precisão destrói o concreto levando o oxigênio apreendido a explodir dentro da molécula.

 

Serra para corte de alvenaria

Diferente da maquina a disco usada no Brasil para cortar blocos para passagem de tubulações e conduíte, a Wall Chaser da Macroya possui discos dentados cambiáveis capazes de fazer o corte na largura do tubo que precisa ser embutido na parede. Possui modelos de várias potências e diferentes jogos de discos.

Tubos de concreto de grandes diâmetros

Uma alternativa para adução de água, os tubos de concreto de grandes dimensões da Schlusselbauer recebem bolsa de acoplagem de borracha nas pontas e revestimento interno cerâmico de alta resistência ao trincamento e craquelamento, preservando as propriedades de escoamento e resistência.

 

Feira também é show

Divulgação: Bauma

Para provar a precisão do equipamento – e talvez do operador – a Nagel esta promovendo passeios de ate cinco pessoas em uma asa móvel operada pela grua e que leva os aventureiros a um passeio a 30 m do chão. Com uma proposta mais tecnológica, uma empresa de braços acessórios para máquinas pesadas montou para a Bauma um imponente robô de 2m que lembra o filme “Gigantes de Aço”, com Hugh Jackman.

 

*O jornalista viajou a convite da SH.

Fonte: http://www.piniweb.com.br/construcao/tecnologia-materiais/maior-feira-mundial-de-equipamentos-para-construcao-mineracao-e-infraestrutura-281004-1.asp