Edifício de 1 bilhão de reais na Faria lima, em São Paulo, conta com equipamentos SH.

O Birman 32 é um Empreendimento Corporativo que está sendo construindo em São Paulo. Um projeto grandioso com, aproximadamente 120 mil metros²,  o Edificio B32 é um edifício comercial e seu projeto também contempla um teatro e uma praça!

Para a execução dessa obra, a construtora Birmann S.A, conta com soluções avançadas em Formas e Escoramentos da SH.

Planejado para garantir a alta eficiência dos seus espaços corporativos, o empreendimento possui 52 mil metros² de áreas locáveis, em 32 pavimentos de até 2 mil metros² de laje, em uma torre única de 125 metros de altura, e tudo isso pensado para a integração com a cidade.

Na obra estão sendo utilizados os sistemas: Concreform SH® para pilares e paredes, Tekko ®SH para blocos, Topec ®SH em lajes, Torre de Carga LTT para vigas, Modex ®SH em escadas e andaimes e Forma Circular para pilares. ✔

“Dentro do projeto que tínhamos de estrutura de concreto armado fomos ao mercado procurar as melhores empresas que poderiam nos atender, tanto em quantidade de fornecimento, como prazo para ser atingido. Uma das coisas que fez a diferença quando fizemos a contratação da SH, foi à disposição da SH em disponibilizar um engenheiro que ficasse “Full-Time” na obra e mais um técnico que fizesse o acompanhamento dos materiais”.

Pedro keleti – Gestor da Obra B32

Marco Cavalheiro, Gerente Comercial da Unidade de São Paulo, explica qual foi, até o momento, o maior desafio no atendimento dessa obra:

“O maior desafio foi à produtividade para ganho de cronograma. Com o sistema Topec ®SH e acompanhamento técnico impecável, conseguimos agilizar em aproximadamente três meses a entrega da estrutura.”

A obra, que iniciou no início de Fevereiro de 2018, tem previsão de término em Outubro de 2019.

Confira a entrevista com Pedro keleti – Gestor da Obra B32:

Confira a evolução da obra:

SH Participa da Obra do Sistema de Esgotamento Sanitário em Aracaju – SE

SH está participando da obra do Sistema de Esgotamento Sanitário do bairro Jabotiana, na zona oeste de Aracaju – SE.  Uma obra da Sercol Construções que irá beneficiar mais de 120 mil moradores da região com a construção de uma estação de tratamento de esgoto.

Estão sendo construídos:

2 AERADORES – Um tanque com introdução de oxigênio para manter viva a colônia de microrganismos que decompõe a matéria orgânica no efluente.

ELEVATORIAS– O esgoto é coletado das residências e levado por gravidade até as estações de tratamento, em determinados pontos é necessário bombear esse efluente, para isso servem as estações elevatórias.

ADENSADOR DE LODO – É uma parte do tratamento da fase sólida que trabalha reduzindo o volume do lodo oriundo de decantadores.

2 DAFAS (Digestor Anaeróbico de Fluxo Ascendente) – É uma forma de tratar o esgoto, onde o mesmo atravessa de forma ascendente uma camada biológica anaeróbica de lodo que compõe a matéria orgânica existente no efluente.

As Soluções em formas e escoramentos utilizadas na obra são da SH.
Nesse primeiro momento estão sendo utilizados
Formas Concreform SH® nas paredes e Pilares com altura de 5.20 metros; Andaime Fachadeiro® SH Para o auxilio na montagem das ferragens das formas e na concretagem; Piso metálico e Pranchão.

Posteriormente a obra irá contar com Torre de carga LTT e Perfis para escoramento de lajes, e formas Tekko® SH para Aeradores e Adensadores de lodo. Iniciada em março de 2019 a obra tem previsão de finalização em janeiro de 2020.

“É sempre muito importante participar de uma obra de Sistema de Esgotamento de uma capital, é uma obra de grande visibilidade na cidade pela importância do projeto.”
Eng. Maurício Seixas -Supervisor de contratos – Unidade Salvador.

Colaboradores SH envolvidos:
Supervisores Comerciais: Arqt. Venicius Jesus e Eng. Mauricio Seixas.
Projetista: Monique Mendes.
Assistente Técnico: Marcio Oliveira

Andaimes e Escoramentos SH auxiliam na construção de Resort em Gramado

Soluções SH aplicadas na construção do Golden Gramado Resort Laghetto.

A cidade de Gramado, na Serra do Rio Grande do Sul, é conhecida por receber turistas do Brasil inteiro. A rede hoteleira da região tem recebido, constantemente, investimentos, como é o caso do novo Resort Golden Gramado Resort Laghetto, pertencente ao grupo Laghetto Hotéis, a maior rede de hoteleira da Serra Gaúcha. O Novo empreendimento terá 7 torres com 2 subsolos + 4 pavimentos cada, com uma área total de 36 mil m², com completa infraestrutura de lazer e entretenimento, uma obra da Construtora Grupo Rio Verde, de São Paulo.

Para a execução dessa nova estrutura, a SH, empresa líder em locação e venda de formas, andaimes e escoramentos no Brasil, forneceu Escoramento para lajes nervuradas com utilização de Perfis Cartola, que no pico atingiram 300 toneladas de equipamentos em obra.

Para o envelopamento das torres estão sendo fornecidos Andaimes Fachadeiros 105 SH ®, que são ideais para serviços de fachada e contam com piso metálico, alçapão com escada e travamentos contra desencaixe acidental, fornecendo praticidade e agilidade na execução da obra. Hoje a obra conta com 9 mil m² ou 230 toneladas de Andaimes Fachadeiros 105 SH ®, na obra. O departamento de projetos SH, em parceria com a equipe de assistência técnica SH, realizam estudos  a fim de garantir total segurança e satisfação do cliente na obra.

“Essa é uma das maiores obras de alto padrão na região da serra gaúcha, que recebe cerca de oito milhões de turistas por ano. É uma obra muito importante devido aos volumes de equipamentos envolvidos”.
Diego Andrade – Supervisor de contratos

A obra tem previsão de termino para Dezembro de 2019.

Colaboradores SH atuantes na obra:

– Supervisores de contratos: Diego Andrade e Marcelo Carvalho
– Assistente técnico: Pedro Ostermann
– Projetista: Raquel Venâncio

Soluções SH na obra do BRT em Belém.

A cidade de Belém vai contar com um novo transporte BRT. A obra de implementação de pistas exclusivas para ônibus de trânsito rápido, o chamado BRT (Bus Rapid Transit) Metropolitano está Localizada na região metropolitana de Ananindeua / Pa – BR316 entre o Km 01 e Km 12. As soluções são da SH Fôrmas, Andaimes e Escoramentos, que tem unidade física na região.

 

Segundo o projeto, serão feitas:

 

  • Pistas com três faixas de rolagem nos dois sentidos, com pavimento flexível,
  • Faixa (em cada sentido) exclusiva para o BRT Metropolitano,
  • Duas ciclovias bidirecionais,
  • Gramado próximo à ciclovia para arborização,
  • Faixa de piso tátil e rampas de acessibilidade, de acordo com a legislação vigente,
  • Além de mobiliário urbano (bancos, lixeiras e abrigos em paradas de ônibus convencionais).

 

O sistema integrado de transporte pretende realizar 4,2 mil viagens/dia.

 

Segundo espera o Governo do Pará, O novo sistema de transporte urbano deverá reduzir em cerca de 50% o tempo de viagem do destino ao centro de Belém, e vice-versa. O projeto no total compreende quatro etapas, que serão executadas posteriormente e o objetivo é chegar até o grande centro de Belém, chamado Ver-o-Peso. A expectativa é que a cidade ganhe qualidade tanto no trânsito quando no transporte.

 

 

O  Supervisor de Contratos da SH, engenheiro Bruce Evangelista, explica a importância dessa obra.

“Essa obra trará um grande avanço de infraestrutura para a cidade de Belém, principalmente no que compete a melhoria de trânsito e mobilidade urbana. A participação da SH apenas consolida a presença da empresa no mercado dessa região, mostrando sua capacidade em atender não somente pequenos empreendimentos como também os grandes e nos mais variados tipos de estrutura”.

Os trabalhos iniciais de topografia, canteiro e movimentação de terra tiveram início em Janeiro de 2019, já com a construção da estrutura iniciando em abril de 2019. A previsão para entrega é de 18 meses.

 

A obra, que conta com soluções avançadas em fôrmas e escoramentos da SH está dividida em etapas, com a construção de estações rodoviárias, prédios de estação de controle, viadutos e túneis, chamados de mergulhão. Na primeira etapa estão sendo executadas as estações rodoviárias com fornecimento de fôrmas Concreform SH, composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado. São leves e ao mesmo tempo rígidas, permitindo a redução de até 70% da mão-de-obra. Outro equipamento utilizado é o Andaime de Trabalho Modex ® SH composto por torres com travessas e diagonais unidas por rosetas e modulação a cada 50 cm, pode ser montado em qualquer dimensão, com duas travessas fixadas em qualquer direção. Sua versatilidade permite a montagem da torre em formas circulares e poligonais, e sua utilização em qualquer modulação facilita a distribuição de carga.

 

para a segunda etapa da obra, a SH oferecerá escoramento LTT versáteis para as lajes e demais estruturas em execução, e Fôrmas Tekko® SH, com uma estimativa de mão de obra de 0,50hh/m².

Colaboradores SH envolvidos:
Supervisores Comerciais: Bruce Evangelista , Ricardo Sousa e Equipe de Infra
Projeto: Raul Gusmão e Márcia Albuquerque
Astec: Dulcília Santos e Ledivaldo Assunção

 

Intervenção artística é erguida em Belo Horizonte com auxílio de estruturas metálicas

A Praça da Assembleia Legislativa em Belo Horizonte, Minas Gerais, recebeu um Painel Artístico do artista plástico Roberto Burle Marx. O objetivo foi requalificar o local, que costuma receber um fluxo grande de pessoas no momento de lazer. A obra foi uma parceria com a Crear Engenharia os equipamentos ficaram locados por quatro meses devido a variedade de detalhes e especificações do painel.

Como essa execução conta com  diferentes espessuras e modelagens, foi utilizado  concreto alto adensável, que exerce uma força maior na superfície das formas que davam o molde na arte. Para isso, a SH forneceu andaimes Modex® SH para acesso, Escoras Plus e Escora Lume SH que permitiram alcançar diversas alturas para estroncamento das fôrmas, que viabilizou a concretagem a 6 metros de altura.

20170120_095611

Alexandre Custódio, Assistente Técnico da SH, explica a implicações desse projeto desafiador. “Devido ao concreto ser aparente não foi possível utilizar barras de ancoragem para travamento dos painéis, assim foram utilizados perfis metálicos de alta resistência e escoras apoiadas diretamente no solo para manter a estabilidade das formas.”

Saiba mais sobre os equipamentos aplicados nessa obra:

Modex® SH – Por suas características, o Modex® SH é capaz de vencer qualquer desafio de altura e modulação, com extraordinária rapidez de montagem. Composto por torres com travessas e diagonais unidas por rosetas e modulação a cada 50cm, o Modex® SH pode ser montado em qualquer dimensão e suas travessas fixadas em qualquer direção. Sua versatilidade permite a montagem da torre em formas circulares e poligonais, e sua utilização em qualquer modulação facilita a distribuição de carga.

IMG_20160801_172938071

O sistema de encaixes das travessas e diagonais confere ao conjunto estabilidade e absoluta segurança, permitindo também que a torre seja montada na horizontal e içada por grua até o seu posicionamento final.

Escora Plus SH

Robusta, podem ser utilizadas em todos os tipos de obra, sendo indicadas para as mais pesadas, como: shoppings, grandes indústrias e edifícios comerciais.

Escora Lume SH

Indicada para obras com cargas altas em alturas entre 4 e 6m e reescoramento em pé direito duplo. Com apenas 22,90kg suporta até 70kN.

Tecnologia SH no maior shopping de São Luís – MA.

Em Abril de 2015, deverá ser inaugurado o Golden Shopping Calhau, em São Luís, no Maranhão. Contratada para NBR Empreendimentos, a SH atende a maior obra em execução na cidade, realizada pela São Luís Malls. O shopping de alto padrão terá área construída de 75.000 m², um total de 192 lojas, 1.300 vagas de estacionamento e heliponto com três vagas e é localizado em um bairro nobre da cidade.

Golden Shopping Calhau - São Luís - MA - Agosto - 2014 (7)

A estrutura é moldada in loco, com laje nervurada padrão 61x61x26, vigas de 30 x 70 e pilares de 50×50. A obra é dividida em sete setores e três pavimentos. São 300m² de sistema Concreform SH® utilizados na concretagem dos pilares em duas etapas de 2,50m, totalizando pilares de 5m de altura. Já 300m de Modex SH® são utilizados em conjunto com o Concreform SH® com a função de servir como andaime e estrutura de estabilidade para o pilar, durante a concretagem. O escoramento é a feito com torres de carga LTT, perfis C12 e C7. Após a concretagem são utilizadas as Escoras Lume como reescoramento, totalizando 680 toneladas de LTT e escoras. “Nosso cliente é um formador de opinião. A obra foi visitada por outras cinco empresas, com projetos de shopping similares em outras cidades nordestinas. Nosso know-how é um diferencial para futuras negociações”, conta Enio Chaible, Gerente da unidade SH em Fortaleza – CE. “Shoppings são obras com cronogramas complexos, trabalham com várias frentes em simultâneo e um planejamento mal feito pode trazer prejuízos de milhões em uma obra desse porte. Por isso, a SH esteve presente na criação do planejamento de equipes, consumo de equipamentos e ciclo de concreto. Também apresentamos soluções técnicas para o tipo de estrutura, que viabilizaria o planejamento elaborado”, completa o Gerente.

Golden Shopping Calhau - São Luís - MA - Agosto - 2014 (1)

Golden Shopping Calhau - São Luís - MA - Agosto - 2014 (5)

Golden Shopping Calhau - São Luís - MA - Agosto - 2014 (9)

Golden Shopping Calhau - São Luís - MA - Agosto - 2014 (12)

O que é cimbramento?

É preciso controlar todo o Cimbramento alugado, caso contrario pode causar enormes prejuízos á obra. Uma vez este controle perdido, dependendo do ritmo e quantidades de cimbramento locado, se torna impossível finalizar sem custos de indenizações, por tanto seguem alguns procedimentos, de forma a auxiliar este controle. Adotamos o termo Cimbramento ao invés de escoramento, fôrmas e outras peças portantes por entender este ser uma denominação mais ampla, abrangendo todos os sistemas e não só os que usam escoras.

Arpoador Rio Concept, Valpi Valor Imobiliário – RS

O Cimbramento é uma estrutura de suporte provisória composta por um conjunto de elementos que apoiam as fôrmas horizontais (vigas e lajes), suportando as cargas atuantes (peso próprio do concreto, movimentação de operários e equipamentos, etc.) e transmitindo-as ao piso ou ao pavimento inferior. Para tanto deve ser dimensionado, entre outras coisas, em função da magnitude de carga a ser transferida, do pé-direito e da resistência do material utilizado.

Estes elementos normalmente divididem-se em:

  • Suporte: escoras, torres, etc.,
  • Trama: vigotas principais (conhecidas também como longarinas) e vigotas secundárias (conhecidas também como barrotes).
  • Acessórios: peças que unem, posicionam e ajustam as anteriores.

Residencial Rossi Atlantida, Eixo M Engenharia – RS

Reescoramento

Após a concretagem, inicia-se o processo de endurecimento do concreto, onde as peças atingem a condição de serem autoportantes (em média 72 horas após) até atingirem a resistência para a qual foram projetadas (28 dias). A fim de liberarmos a maioria das peças de cimbramento para o próximo uso, posicionamos novas escoras (ou, nos sistemas que permitem a desmontagem das outras peças sem movimentarmos as escoras, deixamos parte delas) e depois desmontamos as demais peças para uso na próxima laje.

Conheça os Cimbramentos da SH!

SH fornece para o TCE de Goiás

A SH fornece equipamento para a construção da nova sede do TCE – Tribunal de Contas do Estado de Goiás, obra desenvolvida pela FUAD Rassi Engenharia Indústria e Comércio LTDA.
A área destinada à construção é de aproximadamente 14 mil metros quadrados, em um terreno próximo à BR-153 e à AGETOP – Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas. “O projeto a ser executado prevê um melhor funcionamento, com a modernização das instalações do Tribunal, proporcionando um melhor desempenho e a facilidade de integração entre as unidades”, comenta Pedro Rodrigues, Projetista da Unidade BSB.
Para a construção, a SH fornece aproximadamente 300 toneladas de equipamentos, entre escoras, andaimes Fachadeiro® SH e perfis. “Desde 2000, não fazíamos obras com esse cliente, uma empresa de um grupo muito atuante no mercado regional com participações em grandes obras públicas e privadas. Com esse contrato estamos tendo acesso aos responsáveis pelas obras, abrindo oportunidade para novas negociações futuras”, conta Pedro.
Os equipamentos SH trouxeram soluções facilitadoras para o desenvolvimento da obra. “A carga mecanizada agilizou os procedimentos de retirada, pois o cliente não precisou deslocar ou contratar pessoal para carregamento”, explica o Projetista que acompanha a obra.
 
A construção teve início em outubro de 2012 e tem previsão de término em junho de 2013. “Participar desse grande projeto, sem dúvidas abre novos horizontes para a SH no território brasileiro. Essa obra possui grande visibilidade na Construção Civil da região e, serve de vitrine para a SH em Goiânia – GO, além de estarmos constantemente na mídia local” , conclui Pedro.

A Universidade Federal do Sergipe cresce e a SH participa dessa expansão.

Após 40 anos de existência, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) passa por um intenso processo de expansão e reforma que inclui construção de outros cinco prédios, no campus de São Cristóvão, além da reestruturação dos estacionamentos, recuperação e ampliação da rede de drenagem, ajuste no traçado das vias de tráfego e implantação de completa sinalização viária.

Responsáveis pelas construções dos novos prédios, as empresas RGM Construções Ltda., Sercol Construções e Sólida Engenharia contrataram a SH para o empreendimento. “A Sercol é um cliente antigo da SH e já faz obras desse tipo há um bom tempo com a gente. Temos um relacionamento muito bom e nessa ampliação estamos com duas obras e orçando uma terceira”, conta o Arquiteto da SH baseado na região, Venícius de Jesus. “A RGM e a Sólida são clientes mais novos, que começaram a trabalhar conosco no ano de 2011”, conta o Arquiteto.

Escoras LTT na construção do Departamento de Engenharia pela Sólida

Para as obras de construção do espaço que abrigará o Departamento de Medicina Veterinária e de ampliação da Biblioteca e dos Departamentos de Matemática e de Engenharia Elétrica da UFS, a SH está fornecendo, aproximadamente, 150 toneladas de equipamentos, entre eles, Escoramentos LTT, Perfis AL 15, C7,5, sistema de formas Concreform SH® e travamento de pilar. “Tem sido gratificante o retorno dos nossos clientes, especialmente, quando se trata de produtividade dos equipamentos em obra, em tempos de escassez de mão de obra no mercado da construção civil”, diz Venícius.

 Concreform SH® na construção do Departamento de Veterinária pela RGM

As obras da UFS tiveram inicio em Março de 2012 e tem previsão de término em Outubro de 2012. São construções diferenciadas e os projetos das estruturas exigem muita atenção em relação ao dimensionamento dos equipamentos SH. Com lajes e vigas muito espessas e pé direito elevado, a obra figura como mais um desafio para a equipe técnica. “Nossa equipe está mais do que acostumada a desafios. A SH também tem bom relacionamento com o Departamento de Engenharia da Universidade e outros órgãos que atuam em pareceria no campus. São obras de boa visibilidade e com expressão boa para as construtoras da região. Estamos empolgados com nossa participação”, comemora o Engenheiro da SH.

Escoras LTT, perfil AL e C75 na construção da RGM

A SH também está presente na construção da Biblioteca do campus UFS da cidade de Lagarto, também em Sergipe, com a Sercol Construções, onde há o fornecimento de escoramento com torres LTT e travamento de vigas.

LTT, perfis e escoras na construção do Departamento de Matemática pela SERCOL

Você sabe que Escora utilizar na sua obra?

     

Hoje vamos tratar de escoramentos. Na verdade, esse assunto é bem amplo por existirem algumas opções de escoras no mercado, mas ao mesmo tempo pode ser específico, se pensarmos na aplicação ideal de cada equipamento. No mercado nacional encontramos muitos modelos de escoras com variadas possibilidades de abertura, capazes de atender as mais diversas necessidades das obras para o escoramento de laje e vigas. Não à toa, cada qual com sua especificidade, seus usos são indicados para casos diferentes, e oferecem adequações aos mais diversos projetos. Saiba qual escora utilizar na sua obra, e aprenda a otimizar equipamentos obtendo resultados mais eficazes e velozes.       

Abaixo você conhecerá resumidamente as características das escoras mais utilizadas no mercado e também o mais novo lançamento da SH, a Escora Lume.     

ESCORA LIGHT SH    

Atende obras com pé direito entre pavimentos de 2,00m a 3,20m.

    

    

    

    

    

Sua capacidade de carga varia de 7KN à 18KN. Apesar de apresentar capacidade reduzida de carga quando comparada as escoras mais robustas que veremos baixo, a vantagem dessa escora é seu leve peso, que proporciona fácil manuseio em obra. É a escora mais indicada para obras residenciais e de pequeno porte.     

    

 

 

Tabela com a abertura da escora e cargas admissíveis. 

    

 

ESCORA STANDARD HÜNNEBECK®, ESCORA EXTRA HÜNNEBECK® E ESCORA PLUS SH    

Atendem obras com pé direito entre pavimentos de 1,80m à 4,15m.

   

   

   

   

São escoras robustas, compostas de peças de macho e fêmea que permitem a execução de obras com alturas de pé direito entre pavimentos de 1,80m à 4,15m. Podem ser utilizadas em todos os tipos de obra, porém é indicada para as obras de médio à grande porte, como: shoppings, obras indústrias e edifícios comerciais.    

   

     

 

Tabela com a abertura e carga admissível para cada tipo de escora:  

ESCORA LUME    

Novidade

 

É o mais novo lançamento da SH, Escora Lume é feita de alumínio, proporcionando leveza e rapidez na movimentação.       

Mais robusta de todas as escoras, é recomendada para obras pesadas com pé-direito duplo. Também é indicado para obras que precisam de reescoramento de estruturas com altas cargas.      

Sua abertura varia de 3,20m a 5,00m , mas com o uso do prolongador Lume é possível chegar a abertura de 6,00m. Sendo ideal para escoramento e reescoramento obras com lajes e vigas pesadas, como: pavimentos de transição, obras indústrias, pontes, viadutos, etc       

Comprovando a sua alta capacidade de carga, com a mesma altura que a escora extra, por exemplo 3,20m, a escora Lume suporta quase 4 vezes a carga que a escora extra suportaria. E em algumas alturas pode alcançar índice ainda maiores.
    

Tabela com a abertura e carga admissível:  

  

  

  

Contribuição: Carla Gebur, Consultora de Treinamento Técnico da SH. 

Os equipamentos sempre propõem soluções específicas, e devem ser utilizados nos casos que se aplicam com maior eficiência. Procure estudar o mercado e tudo o que ele pode oferecer para equipar suas obras com os equipamentos mais modernos e adequados ao seu caso. Isso pode garantir menor quantidade de fretes, mais agilidade nos serviços, trabalhos perfeitos, soluções personalizadas e menor custo. Não se deixe enganar. Aquilo que é adaptado para funcionar, e aparentemente, resolve uma demanda, provavelmente será um ponto fraco e até uma dor de cabeça no futuro. Nesse mercado, nenhum risco corrido durante a execução é válido. Procure agir sempre com planejamento!