Desplacamento de cerâmica para parede de concreto: veja como evitar

Confira o que causa essa patologia e conheça dicas de como evitá-la!

Como o Brasil é um dos grandes consumidores de revestimentos cerâmicos do mundo, e podemos analisar uma amostragem maior de patologias oriundos desse tipo de material. Nosso país consome bastante os revestimentos cerâmicos, e há no mercado uma quantidade enorme de tipos que são caracterizados de acordo com a resistência, qualidade e durabilidade.

Escolher o material certo para cada tipo de solução é um desafio para as construtoras, ainda mais quando se trata de construções de habitações de baixa renda em sua maioria.  A má escolha aliada, ou não necessariamente, com o mau assentamento pode vir a ser um problema futuro no que se diz respeito ao desplacamento das peças.

O desplacamento de revestimento cerâmico na construção civil é considerado uma das patologias mais comuns e mais sérias. Geralmente, podem ser observadas quando a adesão entre os elementos do sistema não ocorre como o necessário, nesse caso, entre as placas cerâmicas, a argamassa e a parede. Como em outros aspectos construtivos essa patologia pode estar relacionada a um ou mais tipos de causas, segundo Bento (2010), provocadas por mais de uma variável. Veja abaixo o que fazer para evitar esse problema nessa tipologia de construção:

Preparo para a Aplicação:

Para a correta aplicação das cerâmicas, a fim de eliminar o risco de desplacamento, devem ser seguidas as seguintes orientações, tanto na superfície quanto no revestimento cerâmico e no preparo da argamassa.

Parede (Base):

A parede que irá receber os revestimentos cerâmicos deve estar com as seguintes características:

  • Limpa;
  • Livre de qualquer material estranho (poeira, óleo, tintas, etc);
  • Sem qualquer composição que possa impedir a boa aderência da argamassa;
  • Alinhada em todas as direções, já que a espessura da argamassa não é suficiente para alinhar a parede;

OBS: O desvio de planicidade da parede não pode ser superior a 3 mm a cada 2 metros medidos horizontalmente e verticalmente.

Na base, é preciso ter uma atenção especial antes da concretagem da parede. No momento da montagem das formas, ao aplicar o desmoldante o montador não pode aplicar quantidade exagerada do produto para mais nem para menos. Na SH orientamos que o valor médio de uso para essa aplicação seja de 130 ml por metro quadrado de forma (130ml/m²).

Revestimento Cerâmico:

As placas cerâmicas devem estar com as seguintes características:

  • Limpas;
  • Livres de qualquer material estranho (poeira, englobe pulverentos, partículas soltas, etc);
  • Sem qualquer composição que possa impedir a boa aderência da argamassa.

As placas cerâmicas só devem ser desembaladas momentos antes da sua utilização. Não retirar da embalagem e não deixar nas intemperes é uma providência importante para o bom adensamento da placa na sua base, nesse caso, a parede de concreto moldada in loco.

Argamassa Colante:

O preparo da argamassa colante deve cumprir às seguintes características:

  • Usar a quantidade de água indicada pelo fornecedor na mistura;
  • Misturar a argamassa até obter uma argamassa pastosa e aderente, sem grumos;
  • Para aplicar aditivos os fornecedores indicam o tempo em que a argamassa precisa ficar em repouso até ser novamente reamassada;
  • Usar a argamassa somente até duas horas e meia após o preparo. Depois desse tempo, descartar a argamassa;
  • O preparo deve ser feito em um ambiente protegido do sol, da chuva e do vento.

Para uma boa aderência das placas cerâmicas é indicado examinar em qual ambiente o revestimento cerâmico estará, e a quais intempéries. Há no mercado vários tipos com diferentes características mecânicas e químicas, cada um para uma aplicação diferente. Compre a argamassa colante certa e com qualidade. O custo do retrabalho é maior do que o investimento inicial em um produto de qualidade e para o ambiente adequado.

Como funciona a aplicação:

Após seguir as orientações no preparo da base, da peça cerâmica e na preparação da argamassa, é preciso seguir os passos abaixo no momento da aplicação:

Estrutura:

  • Garantir que as instalações elétricas e hidráulicas estejam devidamente posicionadas e funcionais de acordo com o projeto;
  • Garantir que a limpeza da base esteja de acordo com as orientações informadas no preparo para aplicação;
  • Garantir que janelas e portas já estejam instaladas na unidade habitacional;
  • Garantir que tenha no mínimo 21 dias após a concretagem, sendo desejáveis 28 dias;
  • Garantir que as paredes estejam alinhadas e no prumo de acordo com as orientações informadas no preparo para aplicação;

Peça cerâmica:

  • Usar peças de guia para o assentamento de todas as cerâmicas no cômodo. Para isso será necessário esticar uma linha entre as peças que devem ser posicionadas nas extremidades da parede a ser assentada, conforme imagem abaixo;
Fonte: NBR 13754
Fonte: NBR 13754
  • Garantir que as peças guias estejam no mesmo nível e no prumo;
  • Emassar um metro quadrado (1m²) na base aplicando a argamassa colante com a parte lisa da desempenadeira, e após, passar novamente a desempenadeira com a parte dentada;
  • Aplicar a argamassa colante na peça cerâmica primeiro com a parte lisa da desempenadeira, e após, utilizar a parte dentada, conforme a orientação acima. Porém, no momento da colagem, o traçado da massa na peça deve estar perpendicular ao traçado da base, garantindo assim uma dupla colagem com traçado amarrado;
Foto do próprio autor - Desplacamento causado por falta da dupla colagem
Foto do próprio autor – Desplacamento causado por falta da dupla colagem
  • Nunca utilizar a argamassa vencida, de acordo com as orientações informadas no preparo para aplicação;
Argamassa Vencida
  • Seguir o preparado da massa de acordo com o informado pelo fabricante;
  • Usar a desempenadeira correta para a dimensão da placa cerâmica;
Fonte: NBR 13754
Fonte: NBR 13754

Dessa forma, quando utilizado os critérios da norma NBR 13754 aliados ao preparo e seguindo os passos de aplicação, o resultado tende a ser satisfatório, amenizando e eliminando o risco de desplacamento, que é um problema que acontece em todos os sistemas construtivos.

Contribuição Técnica:

Thiago Fraga, Supervisor Técnico da SH Indústria.

Quer saber mais sobre como evitar essa e outras patologias? Entre em contato com a nossa equipe pelo sac@sh.com.br ou no 0800 899 8903.

SH na World of Concrete, em Las Vegas

Fique por dentro do que aconteceu no maior e mais importante evento internacional da Construção Civil para profissionais de concreto e alvenaria!

No último mês, nosso Gerente Comercial João Corvo, á frente das Unidades da Bahia e Pará esteve presente na World of Concrete, em Las Vegas, para conferir todas as novidades no maior e mais importante evento internacional da indústria da construção civil para profissionais de concreto e alvenaria em todo o mundo.

A World of Concrete impressiona pelo tamanho, ocupando uma grande parte do Centro de Convenções de Las Vegas. Com cerca de 65mil m² e 1.500 expositores de todo o mundo, a feira conseguiu aprofundar diversos temas e segmentos ligados ao concreto. Uma grande parte dela se dedicou a exposição de máquinas para acessos e serviços, setor muito forte nos EUA, com uma grande quantidade de novos modelos e lançamentos para o ano de 2020.

Chamou a atenção o grande número de fornecedores orientais, principalmente chineses, com diversos estandes espalhados pela WOC. As empresas chinesas apresentavam soluções para diversas atividades, desde pequenos acessórios até fornecimento de estruturas completas para execução de obras. Alguns desses fornecedores, inclusive já são parceiros comerciais da SH, que realiza a aquisição de alguns insumos dos mesmos.

O Setor de Tecnologia de Concreto chamou bastante atenção, com empresas apresentando equipamentos de última geração. No setor de Formas, Andaimes de Acesso e Escoramentos, havia uma presença numerosa de fornecedores Norte Americanos, que ofereciam soluções de locação, mas principalmente venda de equipamentos. Nessa questão, percebe-se um avanço muito pequeno dentro que foi apresentado, diversas soluções com pouca tecnologia de construção, sem muita inovação, principalmente das pequenas empresas. Muitas das soluções apresentadas, já são aplicadas no Brasil há décadas.

O destaque ficou para as empresas europeias, principalmente as empresas alemãs e italianas. Equipamentos de qualidade, com bastante funcionalidade e tecnologia de construção associadas. Não por acaso, a tecnologia que a SH adota em boa parte do seu portfólio, é de origem Alemã. Mais uma vez identificamos potenciais parceiros europeus, e nossas equipes de engenharia avaliarão o que podemos trazer de novidades, tecnologia e inovação para os nossos clientes.

No setor de atuação da SH Indústria, de Formas para Paredes de Concreto, tivemos confirmação do  quão avançada está a SH neste segmento. Muitas soluções inovadoras já fazem parte de nossos equipamentos: o Lumiform SH possui de fato uma tecnologia de construção destacada perante o que foi apresentado na WOC.

João Corvo, Gerente Comercial das Unidades Bahia e Pará
João Corvo, Gerente Comercial das Unidades Bahia e Pará

‘’A visita à WOC teve grande valia na identificação e conexão com novos e antigos parceiros e fornecedores, onde foi possível trocar muitas ideias, e conhecer um pouco mais dessas empresas. Sem duvidas novos laços comerciais pelo mundo surgirão para a SH e SH Indústria pós a WOC. ’’ contou João Corvo, Gerente Comercial das Unidades Bahia e Pará.

Contribuição:
João Corvo, Gerente Comercial das Unidades Bahia e Pará

Quer saber mais sobre as soluções inovadoras da SH? Entre em contato com a nossa equipe pelo sac@sh.com.br ou no 0800 899 8903.

Formas e Escoramentos SH presentes na modernização da Praça das Artes, em Barueri.

O município de Barueri, em São Paulo, vai receber um novo cartão postal! A obra da Praça das artes, localizada no bairro Boa Vista, terá infraestrutura sustentável (água e energia) com pavimento térreo, mezanino e mais 4 pavimentos em um terreno de mais de 12 mil m² com mais de 20 mil m² de área construída!

O complexo oferecerá mais opção de música, teatro, artes e dança à população. O estacionamento passará de 10 para 400 vagas, o número de salas subirá de 1 para 32, e o projeto contará também com duas salas de aula de teatro, 6 salas de aulas para dança, 12 salas de aula para oficinas de artes visuais e plástica, oficinas de cenários e de figurinos e 16 salas de aulas para música e oficinas de artesanato. Além de espaços multiculturais, onde ficará a sede da Secretaria de Cultura e Turismo e a Pinacoteca, haverá um espaço para crianças, biblioteca de artes, área midiática e saguão de exposições para mostras de arte.

Uma obra da empresa Lopes Kalil Engenharia que conta com soluções da  SH para o Escoramento de lajes, rampas e arquibancadas. Confira os equipamentos utilizados:

-1000m² de Formas Concreform SH® e Tekko® SH.
 A Forma de concreto Concreform SH®  é um sistema composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, conectados com apenas três grampos que os unem e alinham simultaneamente, dispensando perfis extras. Leve e ao mesmo tempo rígido, pode ser movimentado manualmente ou com auxílio de grua. Extremamente fácil de manusear, o Sistema de forma de concreto Concreform SH®  permite a redução de até 70% da mão-de-obra necessária para montagem e desmontagem da fôrma.

-333 toneladas de Escoramento Torre de Carga LTT e travamentos. A solução LTT permite a montagem de torres com modulações de 0,75 X 1,25m a 1,00 X 2,50m para carga de até 12 toneladas em qualquer altura.

A obra teve início em abril de 2019 e tem previsão de término em março de 2020.

 Colaboradores SH atuantes na obra:

– Supervisores de contratos: Rafael Kleiton de Oliveira.
– Assistente técnico: Durval Filho.
– Projetista: Douglas Abreu.

SH PARTICIPA DA FINNEC 2019 – FEIRA DA CONSTRUÇÃO NORTE/NORDESTE

SH marcou presença na Feira da Construção Norte/Nordeste (FINNEC) com equipamentos para locação, como: formas, andaimes e escoramentos e para venda do sistema de paredes de concreto.  A primeira edição do evento aconteceu entre os dias 23 e 25 de outubro, na Arena Fonte Nova – Salvador – BA.

A Bahia ocupa o posto de 7ª maior economia do Brasil, sendo responsável por 36% do PIB do Nordeste, além de estar em primeiro lugar na geração de empregos do Nordeste.

Cerca de 100 expositores, de diversos segmentos da Construção Civi, apresentaram novidades tendências do mercado para cerca de 10 mil visitantes.

imagem 1

Na avaliação dos organizadores, a Feira foi um sucesso de público, e promoveu a integração da indústria, comércio e serviços da construção com engenheiros, arquitetos, construtores, profissionais especializados, não apenas da Bahia, mas de todo Norte e Nordeste.

O estand da SH foi marcado por novidadesmuita inovação e melhorias para o setor!

Quem passou por lá teve a oportunidade de conferir equipamentos e soluções em formas, andaimes e escoramentos.


-LumiDeck SH e  LumiUp SH: Sistemas desenvolvidos a partir do  Lumiform SH®,  um sistema de formas para concreto, composto por painéis fabricado com perfis especiais de alumínio e forrados com placas de alumínio. Além de duráveis e leves, os painéis não possuem rebites, emendas ou marcas na face que faz contato com o concreto. Pode ser aplicado nos mais variados tipos de projetos, como construção de casas, sobrados e edifícios, com qualidade e ganhos significativos de produtividade. Os novos sistemas LumiDeck SH e  LumiUp SH prometem levar ainda mais agilidade, produtividade e segurança em obra aos empreendimentos em paredes de concreto na América do Sul!

-Sistema de Segurança Versão 2019: O novo sistema possibilita a montagem e a desmontagem das formas externas com espaço amplo para trabalho em altura, grades remodeladas com vãos menores e dispensando o uso de andaimes do tipo fachadeiro.

imagem 2

– Forma para paredes, pilares e vigas em concreto –  Concreform SH®: Composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, conectados com apenas três grampos que os unem e alinham simultaneamente, dispensando perfis extras. Leve e ao mesmo tempo rígido, pode ser movimentado manualmente ou com auxílio de grua.

– Balanço sucessivo (Maquete): O Balanço Sucessivo, ou balanço progressivo, e o método de execução de pontes e viadutos que cada vez mais prevalece. Especialmente para vãos grandes e em pontes estaiadas este método permite execução rápida com baixo custo.

-Formas para Barreiras de Concreto New Jersey SH: Sistema de formas para barreiras de concreto conforme norma DNIT, fabricado em painéis de alumínio com a tecnologia Lumiform SH®.

Escoras Metálicas SH®: A facilidade na montagem das escoras metálicas da SH e a menor densidade no escoramento devido à alta capacidade de carga a compressão (até 25kN), reduz substancialmente a mão-de-obra, além de eliminar os pontaletes de madeira no escoramento.

– Andaimes Fachadeiro® SH: Ideal para serviços de fachada, permite a livre passagem de operários pelas plataformas.Possui guarda-corpo em toda extensão e escada de acesso para os diversos níveis de plataformas, posicionadas a cada 2 metros, e dimensionadas para uma carga de 200 kg/m2. Os quadros são enrijecidos por consoles somente na parte superior, permitindo a livre passagem dos operários pelas plataformas.

– Torre de Carga LTT: Permite a montagem de torres com modulações de 0,75 X 1,25m a 1,00 X 2,50m para carga de até 12 toneladas em qualquer altura. Carga admissível: cada poste da torre suporta até 3 toneladas.
Aplicação: Obras industriais, comerciais, residenciais, pontes e viadutos.

No segundo dia da FINNEC, o estand SH abriu as portas para um Happy Hour. Aproveitamos a ocasião e perguntamos aos nossos clientes e parceiros como eles enxergam o mercado para o próximo ano, o setor já está dando sinal de melhoras e já é possível perceber o otimismo por parte dos empresários da ramo. Confira:

A Participação na FINNEC 2019 foi um importante esforço da empresa para seguir próxima de seus clientes e do mercado. Oferecemos sempre as melhores soluções de engenharia, conte com a gente!

#EuEscolhoASH

#SH50Anos

A Assistência Técnica da SH é Nota 10!

Já imaginou ter problemas com os equipamentos na sua obra e não conseguir solucionar? Ou não conseguir identificar a melhor solução para o seu projeto? A falta de um acompanhamento mais próximo e detalhado pode ocasionar atrasos, gerando surpresas desagradáveis para o desempenho da obra. E ninguém gosta desse tipo de surpresa, não é verdade? Por isso, é essencial que o acompanhamento seja feito por técnicos experientes, prontos para solucionar qualquer necessidade técnica. Confira os diferenciais da Assistência Técnica SH e garanta a alta produtividade da sua obra.

A Equipe de Assistência da SH é formada por Engenheiros e Técnicos experientes, constantemente treinados e qualificados.  A SH possuiu um serviço de excelência na verificação de montagem dos sistemas e na apresentação de soluções técnicas diferenciadas, afinal são 50 anos de experiência em milhares de obras no mercado, tornando-se referência no assunto.

“Em cada visita à obra, acompanhamos os detalhes técnicos para garantir a qualidade na execução do projeto da SH. Focamos em orientações que tornem as execuções seguras e produtivas. Nossas soluções permeiam por uma visão de engenharia, ou seja, oferecemos soluções que asseguram os aspectos técnicos e também produtivos. Desta forma, geramos uma relação agradável e satisfatória, onde nossos clientes percebem que a Assistência Técnica da SH é muito mais do que uma simples visita à obra. Com isso nossos parceiros reconhecem que o nosso atendimento pode impactar diretamente no resultado do cronograma executivo da edificação.”
Jaime Castro – Sup. de Assistência Técnica.

Queremos ajudar você a garantir o melhor desempenho para a sua obra!
Conheça os 10 principais motivos que fazem a Assistência Técnica SH ser reconhecida como a melhor do segmento:

 – Apoio Técnico no cronograma de concretagem da obra com ênfase no reaproveitamento dos equipamentos e otimização do custo.

 – Com onze unidades de locação no Brasil e duas internacionais a SH possui frota personalizada fazendo com que a assistência técnica chegue a qualquer obra com agilidade.

3º – Assistência técnica presente na obra para apresentar soluções SH que vão além do escopo de locação, sendo útil para obras futuras.

 – Visita à obra com antecedência para elaboração de relatórios sobre necessidades e interferências, inclusive com arquivos fotográficos que ajudam na assertividade dos projetos de formas, andaimes e escoramentos.

 – Treinamento e palestras junto aos colaboradores do cliente com emissão de certificados.

 – Visitas periódicas para acompanhar o estágio da obra, orientar a equipe e levantar informações para direcionar os próximos projetos e trechos.

 – Entrega de projetos, explanação e orientação de montagem que garantem alta produtividade desde o início.

 – Coordenação do processo de logística para evitar atrasos no atendimento de retirada e devoluções.

 – Atendimentos emergenciais com soluções técnicas e acompanhamentos da montagem garantindo aos clientes total tranquilidade nos momentos de estresse.

10º – Relatórios de visitas gerados em tempo real no momento da visita através de APP exclusivo e personalizado servindo de Check List para o cliente efetuar as correções dos adesivos de projetos.

Quando o assunto é Assistência Técnica a SH é especialista! Trabalhamos com segurança, suporte e transparência, além de um atendimento próximo e diferenciado para ajudar você a tirar seu projeto do papel…Vamos fazer isso juntos?! Entre em contato com nossa equipe e garanta uma obra Nota 10!

sac@sh.com.br
0800 282 2125

SH Participa da Obra do Sistema de Esgotamento Sanitário em Aracaju – SE

SH está participando da obra do Sistema de Esgotamento Sanitário do bairro Jabotiana, na zona oeste de Aracaju – SE.  Uma obra da Sercol Construções que irá beneficiar mais de 120 mil moradores da região com a construção de uma estação de tratamento de esgoto.

Estão sendo construídos:

2 AERADORES – Um tanque com introdução de oxigênio para manter viva a colônia de microrganismos que decompõe a matéria orgânica no efluente.

ELEVATORIAS– O esgoto é coletado das residências e levado por gravidade até as estações de tratamento, em determinados pontos é necessário bombear esse efluente, para isso servem as estações elevatórias.

ADENSADOR DE LODO – É uma parte do tratamento da fase sólida que trabalha reduzindo o volume do lodo oriundo de decantadores.

2 DAFAS (Digestor Anaeróbico de Fluxo Ascendente) – É uma forma de tratar o esgoto, onde o mesmo atravessa de forma ascendente uma camada biológica anaeróbica de lodo que compõe a matéria orgânica existente no efluente.

As Soluções em formas e escoramentos utilizadas na obra são da SH.
Nesse primeiro momento estão sendo utilizados
Formas Concreform SH® nas paredes e Pilares com altura de 5.20 metros; Andaime Fachadeiro® SH Para o auxilio na montagem das ferragens das formas e na concretagem; Piso metálico e Pranchão.

Posteriormente a obra irá contar com Torre de carga LTT e Perfis para escoramento de lajes, e formas Tekko® SH para Aeradores e Adensadores de lodo. Iniciada em março de 2019 a obra tem previsão de finalização em janeiro de 2020.

“É sempre muito importante participar de uma obra de Sistema de Esgotamento de uma capital, é uma obra de grande visibilidade na cidade pela importância do projeto.”
Eng. Maurício Seixas -Supervisor de contratos – Unidade Salvador.

Colaboradores SH envolvidos:
Supervisores Comerciais: Arqt. Venicius Jesus e Eng. Mauricio Seixas.
Projetista: Monique Mendes.
Assistente Técnico: Marcio Oliveira

Andaimes e Escoramentos SH auxiliam na construção de Resort em Gramado

Soluções SH aplicadas na construção do Golden Gramado Resort Laghetto.

A cidade de Gramado, na Serra do Rio Grande do Sul, é conhecida por receber turistas do Brasil inteiro. A rede hoteleira da região tem recebido, constantemente, investimentos, como é o caso do novo Resort Golden Gramado Resort Laghetto, pertencente ao grupo Laghetto Hotéis, a maior rede de hoteleira da Serra Gaúcha. O Novo empreendimento terá 7 torres com 2 subsolos + 4 pavimentos cada, com uma área total de 36 mil m², com completa infraestrutura de lazer e entretenimento, uma obra da Construtora Grupo Rio Verde, de São Paulo.

Para a execução dessa nova estrutura, a SH, empresa líder em locação e venda de formas, andaimes e escoramentos no Brasil, forneceu Escoramento para lajes nervuradas com utilização de Perfis Cartola, que no pico atingiram 300 toneladas de equipamentos em obra.

Para o envelopamento das torres estão sendo fornecidos Andaimes Fachadeiros 105 SH ®, que são ideais para serviços de fachada e contam com piso metálico, alçapão com escada e travamentos contra desencaixe acidental, fornecendo praticidade e agilidade na execução da obra. Hoje a obra conta com 9 mil m² ou 230 toneladas de Andaimes Fachadeiros 105 SH ®, na obra. O departamento de projetos SH, em parceria com a equipe de assistência técnica SH, realizam estudos  a fim de garantir total segurança e satisfação do cliente na obra.

“Essa é uma das maiores obras de alto padrão na região da serra gaúcha, que recebe cerca de oito milhões de turistas por ano. É uma obra muito importante devido aos volumes de equipamentos envolvidos”.
Diego Andrade – Supervisor de contratos

A obra tem previsão de termino para Dezembro de 2019.

Colaboradores SH atuantes na obra:

– Supervisores de contratos: Diego Andrade e Marcelo Carvalho
– Assistente técnico: Pedro Ostermann
– Projetista: Raquel Venâncio

Soluções SH na obra do BRT em Belém.

A cidade de Belém vai contar com um novo transporte BRT. A obra de implementação de pistas exclusivas para ônibus de trânsito rápido, o chamado BRT (Bus Rapid Transit) Metropolitano está Localizada na região metropolitana de Ananindeua / Pa – BR316 entre o Km 01 e Km 12. As soluções são da SH Fôrmas, Andaimes e Escoramentos, que tem unidade física na região.

 

Segundo o projeto, serão feitas:

 

  • Pistas com três faixas de rolagem nos dois sentidos, com pavimento flexível,
  • Faixa (em cada sentido) exclusiva para o BRT Metropolitano,
  • Duas ciclovias bidirecionais,
  • Gramado próximo à ciclovia para arborização,
  • Faixa de piso tátil e rampas de acessibilidade, de acordo com a legislação vigente,
  • Além de mobiliário urbano (bancos, lixeiras e abrigos em paradas de ônibus convencionais).

 

O sistema integrado de transporte pretende realizar 4,2 mil viagens/dia.

 

Segundo espera o Governo do Pará, O novo sistema de transporte urbano deverá reduzir em cerca de 50% o tempo de viagem do destino ao centro de Belém, e vice-versa. O projeto no total compreende quatro etapas, que serão executadas posteriormente e o objetivo é chegar até o grande centro de Belém, chamado Ver-o-Peso. A expectativa é que a cidade ganhe qualidade tanto no trânsito quando no transporte.

 

 

O  Supervisor de Contratos da SH, engenheiro Bruce Evangelista, explica a importância dessa obra.

“Essa obra trará um grande avanço de infraestrutura para a cidade de Belém, principalmente no que compete a melhoria de trânsito e mobilidade urbana. A participação da SH apenas consolida a presença da empresa no mercado dessa região, mostrando sua capacidade em atender não somente pequenos empreendimentos como também os grandes e nos mais variados tipos de estrutura”.

Os trabalhos iniciais de topografia, canteiro e movimentação de terra tiveram início em Janeiro de 2019, já com a construção da estrutura iniciando em abril de 2019. A previsão para entrega é de 18 meses.

 

A obra, que conta com soluções avançadas em fôrmas e escoramentos da SH está dividida em etapas, com a construção de estações rodoviárias, prédios de estação de controle, viadutos e túneis, chamados de mergulhão. Na primeira etapa estão sendo executadas as estações rodoviárias com fornecimento de fôrmas Concreform SH, composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado. São leves e ao mesmo tempo rígidas, permitindo a redução de até 70% da mão-de-obra. Outro equipamento utilizado é o Andaime de Trabalho Modex ® SH composto por torres com travessas e diagonais unidas por rosetas e modulação a cada 50 cm, pode ser montado em qualquer dimensão, com duas travessas fixadas em qualquer direção. Sua versatilidade permite a montagem da torre em formas circulares e poligonais, e sua utilização em qualquer modulação facilita a distribuição de carga.

 

para a segunda etapa da obra, a SH oferecerá escoramento LTT versáteis para as lajes e demais estruturas em execução, e Fôrmas Tekko® SH, com uma estimativa de mão de obra de 0,50hh/m².

Colaboradores SH envolvidos:
Supervisores Comerciais: Bruce Evangelista , Ricardo Sousa e Equipe de Infra
Projeto: Raul Gusmão e Márcia Albuquerque
Astec: Dulcília Santos e Ledivaldo Assunção

 

Trincas X fissuras

Contribuição técnica de: Carlos Moreira, Supervisor de Contratos, Eduardo Vizzoto, Projetista. Fernando Borges, Supervisor de Assistência Técnica. Jaime Castro, Supervisor de Assistência Técnica.

Volta e meia as tricas e fissuras aparecem em algumas estruturas de concreto. A identificação é primordial para que esses problemas sejam solucionados em tempo e da maneira adequada. O texto abaixo reuniu as principais características das trincas e fissuras que podem ajudar a identificar cada tipo de patologia.

Fissura

  • A abertura é superficial. Atinge a pintura, massa corrida, azulejo;
  • A sua espessura é inferior a 0,5 mm;¹
  • Menor gravidade;
  • Estreita e alongada;
  • Não possui problema estrutural, portanto, geralmente, não é perigosa;
  • É importante observar se a fissura evolui com o decorrer do tempo ou se permanece estável, pois a fissura pode ser o primeiro estágio da fenda.

Trincas

  • É mais perigosa do que a fissura;
  • Espessura de 0,5 mm até 1 mm.²
  • A abertura é mais profunda e acentuada;
  • Ocorre a ruptura do elemento, separando em duas partes;
  • Pode afetar a segurança dos elementos estruturais da residência.

Além das fissuras e trincas, existe um terceiro tipo de patologia que é mais perigosa do que as citadas. Trata-se da rachadura, um problema que requer atenção imediata. Veja algumas características das rachaduras:

  • Sua espessura é acima de 3 mm;
  • Ocorre a ruptura do elemento, separando em duas partes;
  • A abertura é grande, pronunciada, profunda e acentuada;
  • É de fácil observação;
  • A água, o vento e a luz são capazes de passar através da parede ou teto danificado.

Existem algumas razões para que essas aberturas – fissura, trinca e rachadura – aconteçam. Podemos citar algumas causas comuns para esses problemas:

  • Retração de concreto, argamassa ou tinta: quanto mais água ou cimento houver na massa do concreto ou da argamassa, maior será essa retração, e esta pode ser observada por meio de fissuras. Outra situação é quando a tinta seca e apresenta retração, causando também fissuras na parede ou no teto.
  • Dilatação: quando expostas ao sol, algumas partes da casa dilatam e retraem mais do que outras, causando possíveis fissuras. A laje, por exemplo, dilata bastante com o sol.
  • Vibrações e trepidações: vibrações constantes podem afetar casas e edifícios. Exemplos disso são imóveis localizados onde há excesso de veículos trafegando na rua, acesso a metrô e inúmeras outras fontes.

Além dos exemplos citados, há outras razões para fissuras, trincas e rachaduras surgirem. Problemas com o fluxo de água ou lençol freático, problemas de execução, problemas de projeto também podem ser causas do surgimento dessas patologias.

¹ Segundo a NORMA DE INSPEÇÃO PREDIAL IBAPE/SP – 2011

² Segundo a NORMA DE INSPEÇÃO PREDIAL IBAPE/SP – 2011

Fonte: http://www.fazfacil.com.br/

Téchne:http://techne.pini.com.br/engenharia-civil/160/trinca-ou-fissura-como-se-originam-quais-os-tipos-285488-1.aspx

 

13 patologias mais comuns em concreto

Material técnico desenvolvido por Alan Magno, assistente técnico da SH.

Nos primeiros momentos após a concretagem e adensamento do concreto, devido à ação da gravidade, as partículas sólidas tendem a irem para baixo. A perda de ar e água que ocorre durante a concretagem causa uma redução considerável da massa de concreto em estado plástico (não endurecido). Se algum obstáculo impede que esse processo aconteça de forma homogenia poderão produzir fissuras ou o aprisionamento de ar.

As patologias mais comuns em obras de edificações são ocasionadas por: falhas na concepção do projeto, má qualidade dos materiais, erros na execução, aplicação para uso diferente do calculado e falta de manutenção no decorrer do tempo.

Em praticamente todas as obras em concreto podem surgir fissuras e trincas. Essas fissuras ocorrem devido a ações mecânicas ou químicas. Diferentemente de rachadura, as trincas são semelhantes a fissuras, pois possuem aberturas maiores que 0,5mm. Já as rachaduras são bem mais acentuadas e em alguns casos pode abrir uma fenda de um lado a outro da parede. As fissuras podem ocorrer por uma carga superior da prevista em projeto, mudanças na estrutura ou por deficiência dos materiais utilizados.

Conheça 13 patologias mais recorrentes no concreto:

1-Patologia ocasionada pelo aprisionamento de ar na concretagem.

ar_1 (1170 x 2080)

2-Patologia ocasionada pela má fixação do conduíte.

conduite_2_novo

 

 

 

 

 

 

 

3-Patologia ocasionada devido ao tempo excessivo entre as concretagens.

tempo_3_novo

 

 

 

 

 

 

 

 

4-Patologia ocasionada pela utilização de desmoldante de madeira em painéis de alumínio.

desmoldante_4_novo

 

 

 

 

 

 

 

5-Patologia ocasionada pela corrosão das armaduras na base do pilar.

5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6- Patologia ocasionada pela alta densidade da armadura e com recobrimento insuficiente.

6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7- Patologia ocasionada pela ação da corrosão da armadura em laje.

7

 

 

 

 

 

 

8-Patologia ocasionada pela ação da corrosão em vigas.

8

 

 

 

 

 

 

9-Patologia ocasionada por lixiviação de compostos hidratados

9

 

 
10-Patologia ocasionada pela falta de qualidade e recobrimento inapropriado.

10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

11-Fissuras

Fissuras_11

 

 

12-Trincas

trincas

 

 

13-Rachaduras ou fendas.

rachaduras e fendas

O uso adequado dos materiais, treinamento da equipe, controle de qualidade mais rígido e acompanhamento tecnológico são investimentos que podem amenizar esses tipos de problemas que frequentemente vemos em obra. Especialistas advertem que a inobservância desses princípios básicos pode encarecer o empreendimento em até 05 vezes o seu preço inicial.