Recuperadora de Carvão da Vale

Manutenção de Recuperadora de Carvão da Vale, no Espírito Santo, contou com andaimes da SH

Escoramento do contrapeso de equipamentos portuários com o uso de andaime é considerado marco na história da manutenção de equipamentos portuários.

O Terminal Praia Mole (TPM), localizado em Vitória, Espírito Santo, no Complexo de Tubarão,  especializado em operações de descarga de granéis, sobretudo combustíveis sólidos, é o maior terminal desse segmento no Brasil e atende as principais indústrias siderúrgicas do país.

O projeto, realizado em 2015 e conduzido pela Indumep – Indústria Mecânica Paraíso Ltda, tinha como propósito fazer a manutenção da Recuperadora de Carvão RC07, realizando a troca de rótulas do Contrapeso, Jib Frame e Ponta da Lança (estruturas da Recuperadora de Carvão). Foi necessário escorar contrapeso de 290 toneladas e Ponta da Lança com mais 150 toneladas, o que auxiliou tanto no acesso, quanto no escoramento.

Recuperadora de Carvão da Vale

 

Execução dos equipamentos SH:

 Execução Contrapeso:

  • Escoramento para 290 toneladas;
  • Conjunto de 06 torres;
  • Uso de tubos e braçadeiras;
  • Capacidade de 75 toneladas por torre;
  • Utilização de Perfil W300, W200 e C-018 no topo para apoio do macaqueamento;
  • Distribuição de chapa metálica na base para distribuição de cargas no solo;
  • Altura do contrapeso de 23 metros;
  • Total de 72 toneladas de equipamentos mobilizados distribuídos em: Tubo, BR, Perfis W.

 Execução Jib Frame: 

  • Conjunto de 03 torres;
  • Utilização de Modex® SH;
  • Capacidade de 15 toneladas por torre;
  • Utilização de Perfil C-12e C-18;
  • Torres Modex® SH e Perfil C com altura de 10 e 5 metros;
  • Total de 4,9 toneladas de equipamentos mobilizados.

 Execução Ponta da Lança:

  • Escoramento solicitado para 150 toneladas;
  • Conjunto de 03 torres;
  • Uso de tubos e braçadeiras;
  • Capacidade de 50 toneladas por torre;
  • Utilização de Perfil W300, W200 e C-018 no topo para apoio do macaqueamento;
  • Altura da ponta da lança de 11 metros;
  • Total de 18 toneladas de equipamentos Tubo BR e Perfis W mobilizados.

Recuperadora de Carvão da Vale

Um dos maiores desafios para a execução dessa obra foi atender as exigências quanto a memórias de cálculo que eram solicitadas pela Vale para o nosso cliente direto. Devido a grande importância do maquinário da Vale, foi necessário executar todas as atividades dentro de um cronograma bastante restrito.

Recuperadora de Carvão da Vale

“Sem sombra de dúvidas saímos deste grande desafio ainda mais fortes profissionalmente e como empresa. Foi possível mostrar para a Vale e para a Indumep o quanto a Engenharia da SH é forte, e seus equipamentos capazes de solucionar os desafios que surgirem, tais como escorar 300 toneladas à 24m de altura de uma recuperadora de carvão (RC07) . O Suporte Técnico prestado pelos Engenheiros André Santos, Erick Barros e Irene Oliveira, além do Projetista GianCarlo Pina, foi fundamental para o resultado final satisfatório da obra. Tivemos presentes full time em obra, e utilizamos softwares específicos para análise da estrutura, tendo sido pioneiros neste tipo de solução em área portuária. Após o término, fica a sensação de dever cumprido, e o orgulho por ver nos elogios dos clientes a realização do nosso propósito maior: encantar nossos clientes com um atendimento de excelência.  Tenho orgulho pessoal por ter participado desse momento tão especial para a SH.” contou André Santos, Supervisor de Assistência Técnica da Unidade SH Espírito Santo.

Reconhecimento do Cliente:

“A Vale é uma empresa Global que em todas as suas unidades preza pela segurança, tanto é assim que um dos nossos principais valores é “A Vida em Primeiro Lugar”. Partindo dessa premissa, relato aqui o sucesso da Reforma Estrutural da Recuperadora RC07 na qual a SH forneceu o escoramento da lança e contra lança da Recuperadora, no caso dessa última, o escoramento (4 torres de 23 m de altura que sustentaram a caixa de contrapeso) suportou aproximadamente 290 toneladas. Essa façanha foi possível pois, a SH, em conjunto com a Indumep e Vale, desenvolveram, planejaram, calcularam e executaram esse projeto de forma segura. O escoramento do contrapeso de equipamentos portuários com a utilização de andaime é considerado marco na história da manutenção de equipamentos portuários.”

M. S. Eng.ª Civil Warlley Soares Santos – Integridade Estrutural – Porto de Tubarão

 

“Em busca de parceria no mercado, entramos em contato e solicitamos uma visita dos representantes da SH. Os engenheiros Yuri Borgo e André Santos verificaram o tamanho do desafio que teríamos pela frente: escorar o contrapeso da máquina de 290 toneladas e 23m de altura e a parte da lança de 150 toneladas a 12 metros de altura. Para idealizar o projeto, unimos as engenharias da SH e da Indumep, e definimos a forma de escoramento. O projeto do escoramento do contrapeso contempla 6 torres de escoramento, 4 para suportar 300 toneladas e 2 para suportar 60 toneladas. Com o comprometimento de todos os envolvidos o projeto foi colocado em prática, e conseguimos chegar no objetivo final de realizar a substituição das rótulas.’’ 

Warley Moreira Soares – Engenheiro Mecânico Indumep

Colaboradores SH que contribuíram com esse Projeto:

Gerente Unidade SH Espírito Santo: Daniel Goldring
Supervisor Comercial Unidade SH Espírito Santo: Yuri Borgo
Supervisor Assistência Técnica Unidade SH Espírito Santo: André Santos
Supervisora Técnica Unidade SH Espírito Santo: Irene Oliveira
Projetista Unidade SH Espírito Santo: Giancarlo Pina

Quer saber mais sobre as soluções SH? Entre em contato com a nossa equipe pelo sac@sh.com.br ou no 0800 899 8903.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *