(Português do Brasil) Novo Complexo turístico, o Piazza Salton, será construído no patrimônio histórico de Bento Gonçalves

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil.

(Português do Brasil) SH Participa da Obra do Sistema de Esgotamento Sanitário em Aracaju – SE

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil.

(Português do Brasil) Andaimes e Escoramentos SH auxiliam na construção de Resort em Gramado

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil.

Obra do hospital infantil de Serra conta com soluções para pé direito alto

O Município de Serra, no Espírito Santo, vai receber um hospital materno infantil até o fim desse ano, segundo a secretaria de saúde. A unidade contará com 120 leitos e maternidade em uma área construída de 15 mil metros quadrados. Além disso, o hospital vai fazer parte do Rede Cegonha, com salas integradas de parto, pré-parto e pós-parto para a garantia de atendimento humanizado às mulheres e aos bebês.

A unidade ficará próxima ao Terminal de Laranjeiras e terá três andares divididos em sete blocos. Segundo o projeto , 60 leitos serão voltados para o público pediátrico e 60 para maternidade, destes, cinco serão Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é que sejam atendidas cerca de 6 mil gestantes por ano no local.

IMG-20161229-WA0030

O consórcio Wlamidan e Envix Engenharia é o responsável pela construção do hospital e conta com soluções da empresa SH no fornecimento de escoramentos e fôrmas para concretagem. Entre os equipamentos locados estão as fôrmas Concreform SH ® e Fôrma Circular. Composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, o Concreform SH ® é leve e ao mesmo tempo rígido, pode ser movimentado manualmente ou com auxílio de grua.

DESAFIO

O Engenheiro André Santos, Supervisor de Assistência Técnica da SH, explica que os equipamentos da empresa ajudaram a vencer o desavio de executar lajes com 2000 m², com pé direito de 4.50 m e espessura de 22 cm. Tudo isso dentro do cronograma estabelecido pelo cliente. Nessas lajes foram utilizados Torres de carga LTT , fôrmas Topec ® SH e cimbramento no escoramento de vigas.

André também destaca o trabalho de escoramento do trecho do auditório, no bloco A. Nesse parte, o pé direito chegou a 14.5 metros, com escoramento de vigas inclinadas com seção de 200 cm x 80 cm e lajes inclinas com 18 cm de espessura. Ao todo, os equipamentos locados chegaram até 221 toneladas.

 20160310_134141

Outros equipamentos aplicados

Torres de carga LTT– Simples, a LTT permite a montagem de torres com modulações de 0,75 X 1,25m a 1,00 X 2,50m para carga de até 12 toneladas em qualquer altura.

Escora Lume – Indicada para obras com cargas altas em alturas entre 4 e 6m e reescoramento em pé direito duplo. Com apenas 22,90kg suporta até 70kN.

Fôrma Circular – Sistema de fôrmas em aço para a execução de pilares circulares com até 3m de altura.

O BNDES dá apoio financeiro para a produção e aquisição de máquinas e equipamentos através do Finame.

O programa viabiliza um financiamento de longo prazo para máquinas e equipamentos de fabricação nacional cadastrados na Agência Especial de Financiamento Industrial – FINAME. O finaciamento destina-se a micro e pequenas empresas e utiliza recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Entre as principais vantagens o programa permite a modernização de empresas, investimentos em novas tecnologias para diminuição de custos, longo prazo para o pagamento com taxas de juros baixa além da possibilidade de financiar até 100% do valor do investimento.

Para realizar o pedido, o cliente deverá procurar uma Instituição Financeira Credenciada ao BNDES e enviar para eles as características da operação (valor, código do bem e prazo). A instituição financeira, então, passará uma cotação com as taxas do financiamento.

Acordada as condições da operação, haverá um aprovação interna da proposta e depois a instituição financeira  elaborará um contrato para a assinatura do cliente. Após a assinatura, o banco autoriza o faturamento ao fornecedor e então dá entrada do contrato / nota fiscal junto ao BNDES para liberação do recurso.

Além da possibilidade de ter o bem antes que seu valor total seja quitado, o Finame também oferece muitas vantagens, como o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) zero e um prazo de financiamento de até 48 meses. Dessa forma, o Finame se apresenta como um excelente incentivo para empresas que desejam se desenvolver agora, com condições de pagamento acessíveis.

A SH está cadastrada na Agência Especial de Financiamento Industrial.

 

Para mais informações sobre o Finame:

http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Apoio_Financeiro/Produtos/FINAME_Maquinas_e_Equipamentos/

http://www.caixa.gov.br/pj/pj_comercial/mp/linha_credito/financiamentos/finame/index.asp

http://www.bb.com.br/portalbb/page100,108,3218,8,0,1,2.bb

Hotel é construído em Confins – MG com tecnologia SH.

A SH fornece para a obra do Hotel Comfort Confins, realizada pela Construtora Caparaó S/A, em Confins – MG. De acordo com o projeto, o hotel terá 280 apartamentos, um centro de convenções de 1.200 metros quadrados, sete salas de eventos, três sala de negócios, estacionamento e restaurante. “Com o crescimento do Vetor Norte e a ampliação do Aeroporto Internacional de Confins visando a Copa do Mundo, a região ficou carente desse tipo de empreendimento para o setor hoteleiro. Esse obra é importante para a SH, por ser predial de grande porte e por estar localizada em um ponto estrategico da cidade”, comenta Wellington Morgan, Gerente da unidade SH em Minas Gerais.

Para a construção, a SH fornece 3.200 metros de Topec® SH, Torres de Carga LTT, 400 metros quadrados de formas Concreform SH®, somando um total de 268,5 toneladas de equipamentos SH em obra. “Essa obra é desafiadora nos aspectos de atendimento e qualidade de material em obra. Tivemos a oportunidade de mostrar ao cliente a eficiência do Topec® SH na agilidade e modernidade construtiva, pois tinhamos que atender o cliente em sua reprogramação do cronograma em tempo hábil, sem atrasos”, conta o Gerente.

A obra teve início em maio de 2012 e tem previsão de término em janeiro de 2013.  “A Construtora Caparaó sempre foi um cliente cativo da SH e, principalmente, do sistema Topec® SH. Essa obra é mais uma que solidifica essa parceria que já dura há dez anos”, ressalta Patrícia Silva, Supervisora de Contrato da SH que atende o cliente Caparaó.

Construções residenciais e comercial em área nobre em Ponta Grossa – PR

A SH participa da construção dos edifícios Renoir, Torres Cezanne e Corporate Center, obras realizadas pela Construtora Jonas de Mello Chueire – JMC, a maior construtora em Ponta Grossa – PR.

São duas obras residenciais localizadas em área nobre da cidade: o Edifício Renoir, que prevê a construção de uma torre com 13.000m², com 52 apartamentos médio alto padrão, e o Edifício Torre de Cezanne, que terá duas torres com 100 apartamentos de alto padrão, em aproximadamente 30.000m² de estrutura. “As duas obras são muito bem localizadas, com ampla visibilidade, e são destaque na cidade que está passando por uma expansão, tardia, mas extremamente importante no setor industrial e residencial”, comenta Carlos Moreira, Engenheiro da SH responsável pelo atendimento à obra.

Topec® SH na obra do Edifício Torre de Cezanne

Já o Edifício Corporate Center possui 10.000m², numa região composta por 50 conjuntos comerciais, com 15 pavimentos cada um. “Ponta Grossa sempre foi uma região promissora e desejada, mas com um parâmetro de preços e métodos executivos que dificultavam a nossa atuação na região. Hoje, por atendermos a JMC, considerada a maior construtora da região, temos ampla visibilidade e conquistamos alta confiabilidade do mercado local, que hesitava em sair dos métodos tradicionais”, ressalta o Engenheiro.

Início das obras do empreendimento comercial, Corporate Center.

Para as obras, a SH fornece Topec® SH e o sistema Concreform SH®, chegando a um total de 50 toneladas de equipamento. Ao todo, são fornecidos para três obras, aproximadamente 4000m² de Topec® SH e 160 toneladas de equipamentos SH em obra. “Quando participamos da concorrência comercial da primeira obra, tivemos que vencer alguns desafios. Já tínhamos participado de cotações para outras obras da empresa, em 2009, mas sem fechar. No ínicio desse ano, fechamos o contrato para a obra do Edifício Corporate Center. No mesmo dia da entrega dos materiais, o responsável pela obra entrou em contato conosco, pois nossos equipamentos e o atendimento prestado pela nossa equipe superaram a expectativa dele e o impulsionou a realizar um novo acordo com a SH. Foi decidido, assim, pelo cliente, retirar os equipamentos da concorrente da obra, substituindo-os pelos nossos equipamentos. Pouco tempo depois, além de atender as obras dos edifícios Corporate e o Renoir, começamos a fornecer para o Torre de Cezanne, cuja execução é muito importante para o currículo da JMC. Em área nobre, de alto padrão, a construção é uma vitrine para a eles, perante o mercado local”, conta o Carlos Moreira.

 

Construção do residencial Renoir com equipamentos da SH (1)

As três obras iniciaram em tempos diferentes, mas a previsão de término é para, aproximadamente, julho de 2013. “Procuramos agir com cumplicidade, assumir e cumprir os compromissos, além de nos preocuparmos em fazer o melhor que podemos. Queremos que o cliente tenha resultados acima da média e da expectativa e, desta forma, sejamos, junto com ele, uma referência para o mercado”, conclui Carlos.

Construção do residencial Renoir com equipamentos da SH (2)

Os sistemas de formas da SH revolucionaram nosso processo produtivo e nos aproximou do futuro. As novas tecnologias de fôrma e escoramento, associados a projetos arquitetônicos e estruturais compatíveis, trouxeram grande produtividade ao canteiro de obras, reduzindo prazos e, consequentemente, custos“.

Engenheiro Leandro Marinho.
Construtora JMC

 

Construção do residencial Renoir com equipamentos da SH (3)

SH substitui o compensado por placas Alkus.

Em iniciativa pioneira no Brasil, empresa substitui o compensado plastificado de suas fôrmas para concreto por material sintético.

A partir deste mês, toda fabricação da fôrma para lajes Topec®, da SH, líder no fornecimento de formas para concreto, andaimes e escoramentos metálicos para o mercado de construção civil, será forrada com a placa Alkus. Importadas da Alemanha, as placas são um composto plástico formado por polipropileno e fibra de vidro, que substitui o uso do tradicional compensado plastificado. As placas Alkus destacam-se pela maior durabilidade e facilidade de manutenção. Necessitam de menos desmoldante, não absorvem água e proporcionam um melhor acabamento ao concreto. Diferentemente de alguns modelos existentes no Brasil, de resina fenólica, esta placa recebe pregos sem rachar e pode ser reparada com solda.

Segundo Michael Rock, Diretor de Desenvolvimento da SH, esse sistema é reconhecido pelos especialistas por ser o mais eficiente do mercado, e já está sendo utilizado pela maioria das empresas européias. “O custo é muito maior do que o do compensado, mas a durabilidade e a facilidade na manutenção compensam a troca. Vamos oferecer para o mercado de locação um produto muito superior pelo mesmo preço do compensado”, explica. A substituição do compensado pela placa Alkus no estoque de locação da empresa será feita a longo prazo, mas todo novo investimento na fôrma Topec® SH vai seguir este novo padrão. “Nossa intenção é fazer a substituição nos outros sistemas de fôrmas também, mas isso será realizado aos poucos”, complementa Rock.