SH na Colômbia é notícia

A edição de hoje do Jornal Valor Econômico noticiou a ida da SH para a Colômbia!

“A SH abriu sua primeira filial fora do Brasil, em Bogotá, Colômbia. Fornecedora de formas para concreto e escoramentos metálicos, a empresa já investiu cerca de US$ 50 mil e a expectativa de faturamento até o fim do ano é de US$ 200mil. A nova filial vai oferecer às construtoras colombianas produtos voltados, principalmente para obras residenciais e comerciais. Segundo a SH, a escolha da Colômbia foi estratégica já que o país apresenta um cenário de boas oportunidades para o segmento e, assim como outros países da América Latina, o país tem déficitis habitacionais e de infraestrutura.”

10 de junho -valor-shcolombia

Sistema Lumiform SH® em residenciais de grande porte

O Portal dos Equipamentos conta como está sendo a utilização do Lumiform SH® na construção do Vista Bella Residencial Club, que terá torres de até 21 pavimentos. Para ter acesso ao conteúdo na íntegra, acesse o Portal dos Equipamentos.

 

Estudo de Caso RICAm (1242 x 1756)

 

Lumifast é notícia em jornal de São Paulo

Este mês, o Jornal de Piracicaba noticiou o Lumifast , sistema de formas pré-definido para paredes de concreto em alumínio da SH. O sistema é ideal para as construtoras que não tem projeto do empreendimento definido e necessitam de um já testado no mercado.

 

4 de dezembro-Jornal de Piracicaba - Lumifast

Nova tecnologia possibilita a construção de casas em 4 dias

No dia 15 de novembro, o Jornal A Tarde, de Salvador, elaborou uma matéria falando sobre o Lumifast, sistema de fôrmas e projetos predefinidos para paredes de concreto. A reportagem contou com declarações de Luís Cláudio Monteiro, gerente da SH.

 

15 de novembro- jornal a tarde-impresso- lumifast

 

Construção Civil: Legado da boa fase

Herança do crescimento da classe C e do boom imobiliário, fôrmas de alumínio chegaram para ficar no mercado nacional de obras populares, trazendo mais produtividade e padronização

O sistema Lumiform SH® está na Revista Alumínio, edição  3º trimestre de 2014 – página 36. Para conferir a matéria completa, clique na imagem abaixo!

Você encontra as demais edições da revista pelo site: www.revistaaluminio.com.br

Revista Aluminio-3trimestre2014-Lumiform-1

Revista Aluminio-3trimestre2014-Lumiform-2

Revista Aluminio-3trimestre2014-Lumiform-3

Grampo de Pilar AL SH ajuda na construção de shopping em Vitória da Conquista – BA

Produto em alumínio para travamento de forma de pilar em madeira é utilizado em empreendimento no interior da Bahia

O novo Grampo de Pilar AL SH possibilita o travamento de formas para pilares em madeira de forma prática e rápida. Basta unir dois grampos com fechamentos de cunha, que são fixados à madeira ou aos perfis de estruturação.

O grampo pode ser usado em pilares de 30x30cm até 60x60cm, com as dimensões lateais variando a cada 5cm. Ele já está sendo utilizado no Shopping Boulevard, em Vitória da Conquista (BA). A obra, que tem como desafio um cronograma bem curto, está utilizando o que há de mais moderno em formas para concreto e escoramentos.

Nela, os grampos estão sendo utilizados na montagem de formas para pilares com 45x45cm, que são transportadas facilmente pela obra por grua, já que o grampo conta com a alça para içamento e movimentação como acessório.

Vantagens do Sistema

– Fácil de montar e desmontar  – os grampos são unidos por cunha e parafusos;
– É fixado à madeira ou aos perfis de estruturação;
– Acesso feito com console de serviço específico para o grampo;
– Furação permite a regulagem das dimensões das laterais dos pilares de 5 em 5cm.

A SH disponibiliza, há mais de 40 anos, sistemas para locação e venda por meio de 11 unidades instaladas em dez estados (São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Bahia e Pará).

A empresa participa de centenas de obras pelo País, como metrôs, barragens, aeroportos, viadutos, pontes, usinas hidrelétricas, complexos industriais, refinarias, além de edificações residenciais e comerciais como shopping centers e hotéis, entre outros.

RevConstrutores-out-14-GrampoPilarAL

Fonte: Revista Construtores – Edição Outubro 2014 – Ano XXV – Nº312

Conheça sistema de fôrma que se desloca horizontalmente é utilizado para concretagem de grandes lajes.

Soluções Técnicas

1) Conheça sistema de fôrma que se desloca horizontalmente é utilizado para concretagem de grandes lajes.

O sistema de mesa deslizante é um tipo de fôrma para concretagem de lajes que se apoia em pilares da edificação em construção.

Os módulos das mesas são movimentados na horizontal, puxados por cima de rolamentos, e por conta disso não precisam ser desmontados para a concretagem de um novo trecho de laje. Para execução de lajes em pisos diferentes, a fôrma é movimentada com grua.

A mesa deslizante tem módulos padronizados para concretagem de lajes de 7,35 m de largura por 23 m de comprimento – compondo, portanto, até 170 m² de área. Os módulos podem ser compostos, ampliando a área indefinidamente. Na maioria das aplicações, o sistema permite que a região abaixo da laje concretada fique livre de torres e escoras.

O módulo é montado com um conjunto de perfis castelados e treliças e é apoiado sobre consoles que retransmitem toda a carga da concretagem da laje para os pilares da obra. É indicado para estruturas com lajes planas protendidas (preferencialmente com espessuras de até 25 cm e sem interferências de vigas).

mesa_deslizante_sh_revista_infraestrutura_pini_outubro_2014

1 – Montagem do módulo
A montagem da mesa deslizante é feita no nível do terreno, sobre cavaletes, em área plana e próxima ao local em que estrutura vai ser construída para evitar grandes movimentações no canteiro.

1.1 – Vigas
Os dois perfis principais (vigas) da mesa deslizante são apoiados sobre cavaletes na montagem.

1.2 – Treliças
A estrutura é completada com a fixação das treliças transversais e das barras estabilizadoras.

1.3 – Sarrafos e compensado
A mesa é completada com sarrafos e compensados de madeira que servem de apoio direto à concretagem.

2 – Instalação e concretagem

Depois de montado(s), o(s) módulo(s) da mesa deslizante é içado e posicionado sobre os consoles especiais instalados nos pilares. A mesa é posicionada e travada nos consoles para, então, serem executadas as armaduras e cordoalhas de protensão da laje para sua concretagem. O tempo de cura do concreto é em torno de 48 horas. Após a cura, pode-se fazer a movimentação horizontal da mesa para seguir a execução da laje.

3 – Movimentação horizontal
A movimentação do sistema é feita com uso de apoios provisórios próximos aos pilares. Com esses apoios, o fuso do console pode ser baixado para a colocação de um rolete, sobre o qual se movimentará a viga principal da mesa.

3.1 – Fuso do console
O fuso do console deve ser abaixado em todos os apoios, um de cada vez, com o cuidado de manter a mesa sempre apoiada em seis pontos. Devem, também, serem instalados previamente quatro roletes nos pilares à frente para o recebimento da mesa na nova posição de concretagem.

3.2 – Movimentação pelos roletes
Após a colocação dos roletes, é feita a movimentação horizontal. Ela pode ser realizada tanto manualmente (utilizando cabos de aço e tirfor) quanto com auxílio de motores elétricos e cabos de aço. Ao atingir a nova posição de concretagem, os roletes são retirados e a mesa é novamente apoiada sobre os consoles.

4 – Novo ciclo de concretagem
Um ciclo de concretagem é finalizado quando a mesa atinge a extremidade oposta da edificação. Para retirada da mesa, ela é deslocada na horizontal até que fique em balanço para fora da estrutura. Ela é novamente fixada à grua para ser posicionada no pavimento superior (quando houver) para continuidade da concretagem.

Por Rodnei Corsini
Fonte: SH Fôrmas

Matéria publicada na Revista Infraestrutura Urbana, da Editora PINI.
Edição 43 – Setembro/2014

 http://infraestruturaurbana.pini.com.br/solucoes-tecnicas/43/artigo327121-1.aspx